Notícia

Socioambiental

Presença indígena na universidade é tema de seminário na USP

Publicado em 22 agosto 2012

Organizado pelo Instituto de Pesquisa e Formação Indígena (Iepé) e pelo Centro de Estudos Ameríndios, da Universidade de São Paulo, o evento, que se realizará entre 27 e 29 de agosto, em São Paulo, vai discutir experiências de inclusão de indígenas na universidade pública (federal e estadual) em diversos estados brasileiros

O foco do seminário “Presença indígena na universidade” será a diversidade de experiências de inclusão de alunos indígenas na universidade pública federal e estadual e a comparação entre elas. A ideia é discutir e avaliar os desafios, impasses e resultados dos diferentes programas existentes, que implicam políticas de seleção/vestibular, atividades de acompanhamento, avaliação de aproveitamento, critérios de identidade étnica, ensino a distância e presencial, formação acadêmica e cursos de extensão tendo em vista tanto os cursos de graduação, os de pós-graduação e os cursos de licenciatura indígena, voltados exclusivamente à formação de professores indígenas.

Pretende-se também refletir sobre a maneira pela qual os saberes acadêmicos (técnicos, científicos) são recebidos pelos estudantes indígenas, e que lugar esses saberes ocupam no processo de formação, partindo de algumas questões tais como a valorização e tradução desses saberes na universidade e de que forma eles podem ser disponibilizados e transmitidos para as populações indígenas.

O seminário deverá combinar o exercício de reflexão intelectual – o lugar da diferença e do “diferenciado” na universidade pública, o problema do embate entre saberes – e o exercício de avaliação e proposição de programas que visam a ampliação e democratização do ambiente universitário.

Para tanto, pretende-se contar com as mais diversas contribuições: formuladores desses programas, etnólogos com experiência na questão indígena, indígenas com formação e atuação acadêmica, professores indígenas em geral. Os resultados dessa reflexão conjunta deverão contribuir para a elaboração de uma proposta inicial de implantação de um programa dessa natureza na Universidade de São Paulo.

Na noite de abertura do seminário haverá o lançamento do livro Educação Escolar Indígena do Rio Negro 1998-2011, organizado por Flora Cabalzar e editado pelo Instituto Socioambiental (ISA) e pela Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro. (saiba mais)

O seminário acontecerá no prédio das Ciências Sociais da USP, Sala 14, na Avenida Professor Luciano Gualberto, 315, Cidade Universitária, São Paulo. Trata-se de uma promoção conjunta do Iepé com o Centro de Estudos Ameríndios e o Projeto Temático Redes Ameríndias, ambos da USP. Conta com o apoio da Fapesp, da Pró-Reitoria de Pesquisa da USP e da Embaixada da Noruega.

(Com informações do Iepé)