Notícia

O Povo online

Prêmio Péter Murányi: Iniciativas da educação podem concorrer a R$ 250 mil

Publicado em 11 agosto 2020

Por Eduardo Siqueira

Interessados já podem concorrer ao Prêmio Péter Murányi, cujo objetivo é reconhecer projetos em Educação que melhorem a qualidade da vida da população.

A Fundação Péter Murányi acaba de lançar a 20ª edição de sua premiação. Focada em “Educação” neste ano, a iniciativa distribuirá R$ 250 mil, sendo R$ 200 mil para o trabalho vencedor, R$ 30 mil e R$ 20 mil para o segundo e terceiro colocados, respectivamente. Os interessados podem enviar seus trabalhos até o dia 31 de outubro de 2020.

Para a inscrição, o trabalho precisa ser indicado por uma instituição, sediada no Brasil, cadastrada junto à Fundação e atender a três critérios fundamentais: ser inovador, ter aplicabilidade prática e resultados comprovados sobre seu impacto positivo para as populações de regiões em desenvolvimento. Importante destacar que a participação é gratuita e o prêmio é entregue ao autor ou autores dos projetos.

O edital e o formulário para participação estão disponíveis no site www.fundacaopetermuranyi.org.br. Os trabalhos inscritos passam por diversas fases de avaliação, sendo submetidos a uma Comissão Técnica e Científica, especialistas da área e a um Júri. Os autores dos 3 trabalhos finalistas serão conhecidos e receberão seu prêmio em abril de 2021.

O Prêmio Péter Murányi

Entidade privada e sem fins lucrativos, a fundação já investiu R$ 3,1 milhões e avaliou 1.704 trabalhos, desde a primeira edição do Prêmio Péter Murányi, em 2002. Sua periodicidade é anual, no entanto se alternam os temas “Alimentação”, “Saúde”, “Ciência & Tecnologia” e “Educação”, de modo que cada área seja revisitada a cada quatro anos.

A premiação conta com o apoio das seguintes entidades: ABC (Academia Brasileira de Ciências), Aconbras (Associação dos Cônsules no Brasil); Aciesp (Academia de Ciências do Estado de São Paulo); Anpei (Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras); Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior); CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola); CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico); Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo); e SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência).

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Correio Braziliense online