Notícia

Brasil Engenharia

Prêmio Personalidade da Tecnologia

Publicado em 07 dezembro 2010

Em comemoração ao Dia Nacional do Engenheiro (11 de dezembro), o Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (SEESP) vai homenagear a categoria com a entrega do Prêmio Personalidade da Tecnologia, que vai acontecer no dia 10, no auditório do Sindicato, às 19 horas. O evento, que se encontra em sua 24° edição e já premiou mais de uma centena de personalidades, tem o objetivo de estimular a criatividade e ousadia nos trabalhos desenvolvidos pelos profissionais, especialmente da área de engenharia.

Murilo Pinheiro, presidente do Sindicato, destaca a importância de incentivar trabalhos nessa área. "O prêmio Personalidade da Tecnologia, já consagrado aqui em São Paulo, é imprescindível para estimular a continuidade do desenvolvimento de trabalhos científicos e tecnológicos na área da engenharia. Diante disso, provamos que nossos engenheiros são completamente capazes de auxiliar e otimizar o acentuado crescimento que vivemos atualmente", pondera.

Em sua 24ª edição, a iniciativa promovida pelo Sindicato dos Engenheiros, agraciará neste ano Alex Kenya Abiko (na categoria Personalidade da Tecnologia de Engenharia Urbana 2010), Fernando Galembeck (Engenharia e Inovação Tecnológica), Luiz Roberto Batista Chagas (Internacionalização da Engenharia Brasileira), José Roberto Cardoso (Tecnologia da Educação), Jurandir Fernandes (Transportes e Logística) e Paulo Pereira da Silva (Valorização Profissional).

Mini Currículo dos Premiados

Engenharia urbana

Alex Kenya Abiko

Engenheiro civil formado pela Poli/USP (Escola Politécnica da Universidade de São Paulo) em 1973, é mestre, doutor e livre-docente em engenharia urbana e de construção civil pela mesma instituição. Atualmente é professor titular em gestão urbana e habitacional e chefe do Departamento de Engenharia da Construção Civil, ambos na Poli/USP. Coordenou várias pesquisas na área e convênios de cooperação acadêmica entre a USP e instituições internacionais. Foi consultor do Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e consultor "ad hoc" da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e da Fapergs (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul). Possui publicações em diversos livros e periódicos em sustentabilidade urbana, gestão habitacional, ofertas em habitação e urbanização de favelas.

Energia e inovação tecnológica

Fernando Galembeck

Químico formado pela USP (Universidade de São Paulo) em 1964, é doutor em ciências pela mesma instituição. Concluiu o pós-doutorado nos Estados Unidos nas universidades da Califórnia e do Colorado, entre 1972 e 1974. Atualmente é professor titular do Instituto de Química da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). Mantém vários projetos com empresas, tratando principalmente da criação e desenvolvimento de novos materiais avançados e processos de fabricação. Foi dirigente de vários órgãos de ciência e tecnologia, entre eles o MCT (Ministério de Ciência e Tecnologia), CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e SBQ (Sociedade Brasileira de Química). Participou da concepção, elaboração e implementação do PADCT (Programa de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico), que revolucionou a área de química no Brasil.

Internacionalização da engenharia

Luiz Roberto Batista Chagas

Engenheiro civil formado pela Escola Politécnica da UFBA (Universidade Federal da Bahia) em 1968, foi responsável por várias obras emblemáticas das fases de expansão nacional e de internacionalização da Odebrecht, empresa em que atua há mais de 40 anos. Participou da construção de hidrelétricas, pontes, minas de carvão, ferrovias, terminais portuários e gasodutos, rodovias, metrôs, estações de tratamento de esgoto, projetos de irrigação, barragens e transposição, em países como África, Argentina, Chile, Colômbia, Emirados Árabes, Equador, Estados Unidos, México, Panamá, Peru, Portugal, Uruguai e Venezuela, entre outros. Em 2008, publicou o título "Engenharia da construção - obras de grande porte", pela editora Pini, que aborda os principais conceitos aplicáveis a essas construções, expondo os diversos estudos e premissas que devem embasar o orçamento e a execução.

Educação

José Roberto Cardoso

Engenheiro eletricista formado pela Poli/USP (Escola Politécnica da Universidade de São Paulo) em 1974, é mestre, doutor e livre-docente em engenharia elétrica pela mesma instituição. Realizou pós-doutorado no Laboratoire d´Electrotechnique de Grenoble, na França, entre 1987 e 1988. Foi fundador e presidente da SBMAG (Sociedade Brasileira de Eletromagnetismo) por duas gestões. Coordenou mais de 20 projetos de transferência de tecnologia para o setor produtivo e publicou mais de 60 artigos científicos em revistas indexadas. Atualmente é professor titular, diretor e coordenador do LMAG (Laboratório de Eletromagnetismo Aplicado) da Poli/USP, além de pesquisador do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). É também coordenador do Conselho Tecnológico do SEESP e assessor da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), CNPq e Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).

Transportes e Logística

Jurandir Fernandes

Engenheiro mecânico formado pelo ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) em 1972, é mestre e doutor pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). Atuou como professor convidado na França, no Laas (Laboratoire D" Analyse ET D" Automation DES Systémes), em 1980 e no Departamento de Logística da École Centrale de Paris em 1992. Foi secretário dos Transportes em Campinas, entre 1993 e 1996, diretor da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) em 1999 e do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) em 2000. Exerceu também o cargo de secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo, entre 2001 e 2006, de presidente da ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos), entre 2001 e 2005. Presidiu ainda a Divisão Latino-americana da UITP (União Internacional de Transportes Públicos), entre 2003 e 2007, e a Emplasa (Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano), entre 2007 e 2009. Atualmente é vice-presidente honorário da UITP.

Valorização profissional

Paulo Pereira da Silva

Líder sindical, defende os interesses dos trabalhadores desde a década de 90. Atualmente é presidente da Força Sindical e deputado federal pelo PDT/SP (Partido Democrático Trabalhista). Exerceu vários cargos na diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos, inclusive de presidente. Participou de diversas negociações trabalhistas que resultaram em conquistas, como a criação da PLR (Participação nos Lucros e Resultados das Empresas), cuja primeira versão foi escrita por seus assessores, e o acordo com o Governo para o pagamento das perdas do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) provocadas pelos planos Verão e Collor. Na política, foi candidato a vice-presidente na chapa encabeçada por Ciro Gomes em 2002. Concorreu à Prefeitura de São Paulo em 2004 e assumiu a Presidência Estadual do Diretório do PDT no mesmo ano. Em 2006, foi eleito deputado federal com 287.443 votos, o sexto mais votado entre os paulistanos e o 12° no Brasil. Em 2010, foi reeleito.

Data e Hora: 10 de dezembro, às 19:00h

Local: sede do SEESP- Rua Genebra, 25 - CEP 01316-901 - São Paulo/SP