Notícia

Envolverde

Prêmio para astrofísica brasileira

Publicado em 12 janeiro 2009

A astrofísica Merav Opher, professora do Departamento de Física e Astronomia da Universidade George Mason, nos Estados Unidos, acaba de ganhar o principal prêmio do governo norte-americano para jovens cientistas: o Presidential Early Career Award for Scientists and Engineers (Pecase).

Graduada pelo Instituto de Física da Universidade de São Paulo (USP), Merav fez toda a sua pós-graduação no Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da mesma universidade: mestrado em 1993, doutorado em 1996 e pós-doutorado em 1999, os três como bolsista da FAPESP.

O prêmio foi atribuído à cientista por seu “trabalho fundamental sobre a evolução de ondas de choque e camadas não-lineares de plasma associadas ao vento solar”.

O prêmio Pecasa, criado em 1996 pelo Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia do governo norte-americano, tem o objetivo de apoiar o conhecimento gerado por jovens que se destacam em carreiras independentes de pesquisa em várias áreas do conhecimento. O prêmio é concedido anualmente pela Casa Branca, seguindo recomendações das principais agências do país, como a National Science Foundation.