Notícia

JC e-mail

Prêmio Muriqui 2012 será dedicado à SBPC e aos cientistas Joly e Lovejoy

Publicado em 14 junho 2012

O Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica fará a entrega do Prêmio Muriqui 2012 - uma das principais homenagens às ações ambientais no País, dentro da programação da conferência Rio+20, no sábado (16), a SBPC e aos cientistas Carlos Alfredo Joly e Thomas Lovejoy, o norte-americano.

Na categoria pessoa jurídica, a premiação deste ano será dedicada à Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em um reconhecimento ao papel da instituição nas discussões sobre o Código Florestal e aos constantes alertas sobre as consequências dessa legislação nas florestas brasileiras, disse o secretário-executivo do Conselho, João Lucílio de Albuquerque, ao Jornal da Ciência.

A homenagem é constituída de uma estatueta de bronze e de um diploma aos premiados (pessoas físicas e jurídicas nacionais ou internacionais) que tenham se destacado em benefício da proteção da biodiversidade, do desenvolvimento sustentável ou do conhecimento científico da Mata Atlântica. No caso da SBPC, o prêmio será entregue a presidente da instituição, Helena Nader.

Não à toa, a entrega do prêmio este ano será realizada em meio ao ciclo de conferências da Rio+20, a partir das 16 horas de sábado, no Auditório da A, do Pavilhão do Governo do Estado do Rio de Janeiro, no Parque dos Atletas/RJ, durante o seminário "As Reservas da Biosfera e a Rio+20".

Na categoria pessoa física, o prêmio será entregue ao cientista Carlos Alfredo Joly, professor titular em ecologia vegetal pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e mentor do Programa de Pesquisas em Caracterização, Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade do Estado de São Paulo, denominado Biota-Fapesp.

A premiação será entregue também ao ambientalista norte-americano Thomas Lovejoy, em uma edição especial. O cientista é reconhecido mundialmente pela sua atuação em defesa do meio ambiente e estudioso da Amazônia há mais de 40 anos.

Tradicionalmente, são outorgados dois prêmios por ano. Um para pessoas físicas e outro à pessoas jurídicas, sejam públicas ou privadas. E excepcionalmente três prêmios, no máximo, podem ser atribuídos no mesmo ano. Os premiados são escolhidos por voto nas reuniões ordinárias anuais do Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.

Confira o comunicado sobre a premiação na íntegra em PDF: http://www.sbpcnet.org.br/site/arquivos/arquivo_336.pdf.

As iniciativas da SBPC sobre a aprovação do Código Florestal estão disponíveis em http://www.sbpcnet.org.br/site/codigoflorestal/.

 (Viviane Monteiro - Jornal da Ciência)