Notícia

Jornal da Unicamp

Prêmio Inventores 2015 contempla 77 profissionais

Publicado em 25 maio 2015

Por Carolina Octaviano

Ocorreu no último dia 15 a oitava edição do Prêmio Inventores, iniciativa criada pela Agência de Inovação Inova Unicamp como forma de homenagear professores, pesquisadores e ex-alunos por seu empenho em atividades de proteção à propriedade intelectual e transferência de tecnologias e que ocorre anualmente. Esta edição do prêmio, que também considerou professores e profissionais de outras instituições de pesquisa, homenageou um total de 77 profissionais, sendo 32 professores, 13 pesquisadores, 25 ex-alunos, 5 membros de outras instituições e 2 alunos da Unicamp – estes receberam menção honrosa -, nas categorias: patentes concedidas, tecnologias licenciadas, tecnologia absorvida pelo mercado e unidade de destaque na proteção à Propriedade Intelectual.

 

CATEGORIAS PREMIADAS

O Instituto de Química (IQ) recebeu o prêmio na categoria “Unidade de destaque na proteção à Propriedade Intelectual”, uma vez que a unidade teve 15 pedidos de patentes no ano passado e o cálculo leva em consideração o número de pedidos de patentes depositados divididos pelo número de professores e pesquisadores do instituto. O prêmio foi recebido pelo professor Lauro Tatsuo Kubota, diretor do IQ.

Na categoria “Tecnologia absorvida pelo mercado” foram premiados os professores Célio Pasquini, Jarbas José Rodrigues Rohwedder e Ivo Milton Raimundo Júnior, além do ex-aluno Doutor Ismael Pereira Chagas, que recebeu menção honrosa. O grupo foi agraciado pela Tecnologia “Dispositivo espectrofotométrico, seu sistema de celas e método para monitorar a qualidade de combustíveis automotivos”, que, a partir do licenciamento para a empresa TechChrom - já está disponível no mercado.

Já nas categorias “Patentes Concedidas” e “Tecnologias Licenciadas”, foram premiados, respectivamente, 12 e 8 grupos de pesquisa da Universidade. O professor Marcos Nogueira Eberlin, do Instituto de Química, premiado na categoria Patentes Concedidas, diz que é um privilégio poder estar entre os premiados. “Esta é a segunda vez que recebo o prêmio. O Prêmio Inventores faz com que a gente queira fazer sempre o melhor para a Universidade, para o país e para a população que paga nossos salários”, afirma.

 

PRESENÇA DE AUTORIDADES

A mesa de autoridades da cerimônia foi composta pelos professores José Tadeu Jorge, reitor da Unicamp; Milton Mori, diretor-executivo da Inova; Alvaro Crósta, coordenador geral da Unicamp; Maria Teresa Dib Zambon Atvars, pró-reitora de desenvolvimento universitário da Unicamp. O diretor científico da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e reitor da Unicamp na gestão 2002-2005, o professor Carlos Henrique Britto Cruz, e a pró-reitora de pesquisa da Unicamp, professora Gláucia Maria Pastores, além comporem a mesa de autoridades, também foram agraciados com o prêmio na Categoria “Patentes Concedidas”.

“A produção científica da Unicamp ressarce os recursos que são investidos na Universidade. O Prêmio Inventores mostra isso, a partir da geração de tecnologias que beneficiam a população e a sociedade”, aponta Jorge. Ele ressalta ainda que, em 2016, a Unicamp deverá alcançar números ainda mais expressivos com relação ao número de patentes em vigência. “Atualmente, temos 935 patentes vigentes e 60 patentes licenciadas em vigência. No próximo ano, justamente quando a Unicamp completa 50 anos, devemos chegar a mil patentes vigentes e esse número não é banal”, defende.

O professor Carlos Henrique Brito Cruz, diz que é uma grande honra receber o Prêmio Inventores: “é uma grande satisfação estar aqui. Agradeço ao prêmio, como professor. Como diretor da Fapesp, parabenizo a Unicamp por organizar este prêmio, onde há o reconhecimento explícito por nossas atuações”, afirma o diretor da Fapesp.

Para a professora Gláucia Maria Pastore, é necessário ressaltar a atuação da equipe da Agência de Inovação Inova Unicamp. Ela comenta que o Prêmio Inventores é uma iniciativa que mostra a importância das pesquisas realizadas nos laboratórios da Unicamp. “É emocionante porque temos parte da consagração das tecnologias desenvolvidas na Unicamp. Isso mostra a vitalidade das pesquisas desenvolvidas aqui. Destaco ainda a atuação dos integrantes da equipe da Inova, sempre muito atenciosos, solícitos e prontos a nos ajudar”, completa.

O diretor-executivo da Inova, além de parabenizar a todos os presentes pela premiação e contribuição para o desenvolvimento científico do país, abordou outras iniciativas das quais a Inova é responsável, tais como o Desafio Unicamp, a Software Experience, o Inova Jovem e o Prêmio Inova de Iniciação à Inovação, que merecem destaque por estimularem a inovação tecnológica e o empreendedorismo dentro da universidade. “Gostaria de parabenizar cada um de vocês. Agora, é importante lutarmos para licenciar estas patentes concedidas e as colocarmos no mercado”, complementa Mori. Confira a lista completa de premiados, no site do Prêmio Inventores.