Notícia

TN Projetos Sociais

Prêmio Holcim-Antac 2010

Publicado em 01 novembro 2010

Por Taciana Tortorella, Ideia Socioambiental

Pesquisas com enfoque no uso de materiais alternativos para a construção civil foram as grande vencedoras do Prêmio Excelência em Construção Sustentável Holcim-Antac. Everton José Da Silva, da Universidade Estadual Paulista, conquistou o primeiro lugar na categoria Mestrado; e Gustavo Henrique Denzin Tonoli, da Universidade de São Paulo (São Carlos) foi o principal premiado na categoria Doutorado.

Promovida pela Holcim Brasil, quinta maior fabricante de cimento do País, em parceria com a Associação Nacional Tecnologia do Ambiente Construído (Antac), a premiação foi realizada no dia 8 de outubro durante o Entac - Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído, em Canela (RS).

O Holcim-Antac é realizado bienalmente e está em sua segunda edição. O prêmio tem como principal objetivo fomentar a pesquisa acadêmica que enfoque a sustentabilidade na cadeia da construção. Neste ano, além das categorias Mestrado e Doutorado, o prêmio também reconheceu graduandos com a categoria Iniciação Científica. Robson Arruda dos Santos, da Universidade Federal da Paraíba, foi o premiado nessa categoria com o projeto "Reaproveitamento dos resíduos de britagem de granito. Uso como agregado artificial na construção civil".

A seleção dos vencedores foi feita por um corpo de jurados composto por representantes do meio acadêmico e do meio profissional. Foram eles: as professoras doutoras Lucila Chebel Labaki, da Unicamp, Rosa Maria Sposto, da UnB, e Rosana Maria Caram, da EESC-USP; Olavo Kucker Arantes, da Spheraquatro; e Renata D"Agostino De Marchi, da Holcim.

Os trabalhos foram avaliados a partir dos seguintes quesitos: grau de inovação e capacidade de transferência, desenvolvimento social e ética, eco-eficiência, desempenho econômico, adequação ao contexto e estética, e excelência acadêmica. Os três vencedores receberam como prêmio um certificado e uma viagem para Buenos Aires, Argentina, com acompanhante.

Projetos Vencedores

Na categoria Doutorado, o ganhador foi Gustavo Henrique Denzin Tonoli, de 31 anos, que mostrou a tese "Fibras curtas de eucalipto para novas tecnologias em fibrocimento". O objetivo da tese defendida por Gustavo Tonoli é encontrar uma fibra que substitua o amianto, as fibras de pinus e as fibras sintéticas normalmente utilizadas na produção de fibrocimento. Os resultados de sua pesquisa mostram que o uso da fibra de eucalipto resulta em uma produção mais competitiva, por ter um menor custo do que as fibras de pinus e também por permitir economia de pelo menos 50% no tratamento mecânico (refino) da polpa celulósica, antes de sua inserção no processo de manufatura do fibrocimento.

Indústrias de polpa celulósica de eucalipto e indústrias de fibrocimento poderão ser diretamente beneficiadas por essa pesquisa. "Além disso, a disseminação do uso da polpa de eucalipto se adéqua à necessidade por matérias-primas mais baratas e permite a substituição parcial das fibras derivadas do petróleo (fibras de álcool polivinílico - PVA e de polipropileno - PP, entre outras), que representam em torno de 40% do custo da matéria-prima para produção do fibrocimento sem amianto", comenta Tonoli. O trabalho contou com o apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e da Fibria Celulose S.A.

Tonoli é graduado em Engenharia Florestal na Universidade Federal de Lavras (Ufla), com mestrado em Zootecnia na Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA-USP), e doutorado em Ciência e Engenharia de Materiais na Escola de Engenharia de São Carlos (EESC-USP). Atualmente, é Professor Adjunto no Departamento de Ciências Florestais da Universidade Federal de Lavras (Ufla) em Lavras/MG.

categoria Mestrado, o vencedor foi Everton José da Silva, de 25 anos, que inscreveu o projeto "Contribuição para utilização de cinza de casca de arroz na construção civil" pela Unesp - Universidade Estadual Paulista, Campus de Ilha Solteira. Em sua pesquisa, Dias analisa dois aspectos importantes para determinar a utilização da cinza da casca de arroz (CCA) na construção. O primeiro envolveu a qualidade do CCA, a partir da influência da forma de plantio do cereal incluindo aspectos como o clima, solo e uso de fertilizantes, entre outros. O segundo aspecto estudado pelo engenheiro foi a aplicação do CCA em pastas; argamassas e concretos de alto desempenho.

O autor é engenheiro civil com mestrado na área de estruturas com ênfase em materiais de construção pela Unesp e, atualmente, é professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), Campus Eunápolis, ministrando aulas no curso Técnico em Edificações.

Menções Honrosas

Quatro trabalhos foram premiados com menção honrosa pelos jurados do Holcim-Antac:

Categoria Doutorado - "Modelo de gerenciamento da sustentabilidade de facilidades construídas", de Clarice Menezes Degani, da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.

Categoria Mestrado - "Diretrizes para projetos de loteamentos urbanos considerando os métodos de avaliação ambiental", de Iara Negreiros, da Escola Politécnica de São Paulo; e "Processo de Projeto Integrado para melhoria do desempenho ambiental de edificações: dois estudos de caso", de Francisco Gitahy de Figueiredo, da Universidade Estadual de Campinas.

Categoria Iniciação Científica - "Caracterizaçãotecnológica de areias recicladas a partir de resíduos da construção civil", de Gustav Hawlitschek, da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.