Notícia

Esteta

Prêmio Fundação Bunge 2016 foi entregue no Palácio dos Bandeirantes

Publicado em 29 novembro 2016

O Prêmio Fundação Bunge 2016 foi entregue no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, em 23 de novembro, com a presença do governador Geraldo Alckmin, do presidente da Bunge Brasil, Raul Padilla, e do presidente da Fundação Bunge, Carlo Lovatelli, segundo informou a Assessoria de Comunicação da Fundação.

Na área de Ciências Exatas e Tecnológicas, com o tema “Infraestrutura de Transportes”, José Vicente Caixeta Filho, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq-USP), foi contemplado na categoria Vida e Obra, por pesquisas relacionadas à Logística Agroindustrial, com destaque para os trabalhos focados em transporte, armazenamento e pesquisa operacional.

Na categoria Juventude, Hugo Miguel Varela Repolho, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), foi agraciado por seus projetos de pesquisa em modelos de apoio à decisão no planejamento estratégico e tático de infraestruturas de transportes, com enfoque em redes de alta velocidade ferroviária, autoestradas e aeroportos.

Em Ciências Agrárias, com o tema “Nutrição e Alimentação Animal”, na categoria Vida e Obra, foi contemplado Sebastião de Campos Valadares Filho, da Universidade Federal de Viçosa (UFV), pelo trabalho voltado para a melhoria da nutrição animal para o gado, com foco em eficiência e diminuição do tempo de abate.

Na categoria Juventude, Felipe do Nascimento Vieira, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), foi premiado por seu projeto sobre dieta de camarões, voltado para a produção sustentável do animal, que vai parar nos pratos de muitos brasileiros, e preservação do habitat onde são criados.

Os pesquisadores receberam prêmios de R$ 150 mil e medalha de ouro (categoria Vida e Obra) e R$ 60 mil e medalha de prata (categoria Juventude). Para a categoria “Vida e Obra” foram escolhidos profissionais pelo conjunto de seus trabalhos realizados e na categoria “Juventude”, jovens de até 35 anos que se destacaram em seus campos de atuação.

O Prêmio Fundação Bunge foi criado em 1955 para incentivar o conhecimento científico e as artes, homenagear o poder transformador dos indivíduos na sociedade e estimular novos talentos. Desde sua criação, mais de 180 personalidades já foram premiadas.

Agência FAPESP