Notícia

Planeta Universitário

Prêmio EDP Inovação 2020 tem inscrições abertas até 15 de outubro

Publicado em 11 outubro 2013

A EDP no Brasil, empresa do Grupo EDP Energias de Portugal, está com as inscrições abertas, até 15 de outubro, para o Prêmio EDP Inovação 2020, que visa incentivar a inovação, a sustentabilidade e o empreendedorismo no Brasil, estimulando o desenvolvimento de novas tecnologias e novos modelos de negócios. Com o tema Cidades Inteligentes, a quarta edição do prêmio pretende identificar e estimular negócios inovadores com foco nas áreas de redes inteligentes, mobilidade elétrica, eficiência energética e energias renováveis.

São aceitos projetos de negócios inovadores nos formatos de softwares, equipamentos, websites, jogos ou modelos de negócios. Cada candidato (ou equipe de até três pessoas) pode participar com apenas um projeto e deve ter formação acadêmica mínima equivalente a curso técnico completo ou qualquer curso superior completo ou em andamento.

Os autores dos 30 melhores projetos serão selecionados para participar de um curso de capacitação on-line. Após a conclusão do curso, somente dez projetos passam para a próxima fase, que envolve capacitação presencial e "mentorias" com foco no aprimoramento do modelo de negócios e preparação para a apresentação final.

A etapa final premiará os três melhores projetos. O primeiro colocado será premiado com R$ 25 mil e uma viagem ao Vale do Silício (Califórnia, Estados Unidos), para duas pessoas e com todas as despesas pagas, para visitar empresas de tecnologia, aceleradoras/incubadoras e universidades. O segundo e terceiro colocados receberão o valor de R$ 15 mil e R$ 5 mil, respectivamente. Além disso, as equipes vencedoras ganham orientação de empresas especializadas. No total, serão distribuídos R$ 100 mil em prêmios.

O conteúdo sobre geração de ideias e empreendedorismo ficará disponível a todos os interessados em conhecer mais sobre o assunto, bastando fazer o cadastro no site do prêmio.

Mais informações http://premioedp2020.ning.com/

Fonte: Agência FAPESP