Notícia

Prefeitura Municipal de São Sebastião

Prefeitura apoia Intercâmbio França-Brasil para aniversário da cidade

Publicado em 22 fevereiro 2016

A Prefeitura de São Sebastião faz, através de parceria com centros internacionais de pesquisas e órgãos nacionais, participação em projeto cultural que irá promover Intercâmbio Cultural França-Brasil em março - mês do 380º aniversário de emancipação político-administrativa do município.

A atividade que recebe entre 13 e 19 de março, 14 jovens artistas franceses do curso de arte, arquitetura e paisagismo da Universidade de Annecy/França, para projeto de “comunicação criativa, e participativa sobre morar em São Sebastião”.

A secretária de Cultura e Turismo, Marianita Bueno, e a diretora de cultura, Vera Alonso reuniram-se com os coordenadores do projeto para acertar detalhes do intercâmbio que faz parte do calendário de eventos do aniversário da cidade.

O encontro na última sexta-feira (19), contou com o francês Jacques Lolive, pesquisador visitante do CNRS, acompanhado de Ronaldo Robles, da coordenação artística e Cintia Okamura, da coordenação geral e ligada a CETESB - Companhia Ambiental do Estado de São Paulo e responsável pelo projeto Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

O coordenador artístico Ronaldo Robles define a visita dos artistas franceses à cidade como um intercâmbio cultural. “Eles irão sentir a cidade e seu entorno. A ideia é um mergulho na cultura local, caiçara. Ao final, poderão compartilhar suas percepções e aspectos da vida sebastianense através de apresentação artística”, considera.

A cidade será um dos campos de estudo do projeto, que prevê ainda outras áreas e tem dois anos até sua conclusão. Cintia Okamura explica que o objetivo é criar diálogos entre empresas, indústrias, poder público e cidades, e informar a população através de uma linguagem de fácil compreensão e mais próximo da realidade do local. “Queremos criar um protocolo de orientação para empresas e governos a fim de potencializar a comunicação com a população, de maneira que a linguagem possa ser além de técnica e científica, também artística. Ou seja, capaz de sensibilizar as pessoas”, diz Cintia.

O pesquisador francês Jacques Lolive ressalta a importância e os ganhos com o Intercâmbio França-Brasil. “As cidades que têm áreas ocupadas por empresas de grande impacto também são, antes de tudo, locais de moradia. Há peculiaridades e cultura do local que devem ser respeitadas”, Jacques.

O encontro e intercâmbio cultural servirão à construção de parâmetros e metodologias para uma comunicação criativa e participativa, onde a população poderá ser sensibilizada e capacitada sobre possíveis situações de risco.

A Prefeitura sebastianense está apoiando a pesquisa, que tem como parceiros dois laboratórios franceses do CNRS (Centro Nacional de Pesquisa Científica da França), a colaboração dos professores Nicolas Tixier e Didier Tallagrand da Universidade de Annecy/França, que são responsáveis pela vinda dos artistas franceses.

(LR/JC)

Fonte: Depto de Comunicação