Notícia

JC e-mail

Prazo para edital do CEPID termina em 15 de agosto

Publicado em 01 agosto 2011

As propostas podem ser apresentadas por pesquisadores com título de doutor e vínculo formal com instituições de ensino superior e pesquisa no estado de São Paulo.

Termina no dia 15 de agosto de 2011 o prazo para apresentação de pré-propostas para o Edital CEPID 2011 do Programa Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão da Fapesp. O anúncio das pré-propostas selecionadas para apresentarem propostas completas será feito no dia 3 de outubro e, após o período de reconsideração, novamente até o dia 31 do mesmo mês. O prazo para recebimento na Fapesp das propostas completas vai até 30 de dezembro.

As propostas serão analisadas em duas fases. Para a primeira fase, de análise preliminar, deverá ser encaminhada uma pré-proposta, redigida em inglês. As pré-propostas selecionadas para a segunda fase serão convidadas a apresentar propostas completas, que também deverão ser redigidas em inglês.

O segundo edital do programa CEPID visa à seleção de até 15 propostas para a criação de Centros que devem ter ousadia, complexidade, impacto mundial e regional e desenvolver pesquisa fundamental, pesquisa orientada para a transferência de tecnologias e atividades de educação e difusão do conhecimento.

A Fapesp reservará até R$ 45 milhões por ano para a implementação do programa. Cada CEPID poderá receber até R$ 4 milhões anuais por um período inicial de cinco anos, renovável por mais dois períodos de três anos.

Em 2000, o programa aprovou a criação de 11 Centros nas áreas de pesquisa e tratamento do câncer, óptica e fotônica, estudos da metrópole e da violência, sono, genoma humano, terapia celular, desenvolvimento de materiais cerâmicos, biologia molecular estrutural e toxinologia.

A característica mais importante dos CEPIDs é a multiplicidade de suas missões. Na base de suas atividades, um CEPID tem como missão central ao longo da sua existência constituir um centro de classe mundial em pesquisa no foco de seu interesse.

Os CEPIDs devem também aproveitar todas as oportunidades de fazer transferência de conhecimento para benefício da sociedade. A intensidade e os mecanismos podem variar de acordo com a natureza e o foco da pesquisa. O Centro deve desenvolver parcerias com empresas ou com organizações responsáveis por implementar políticas públicas.

A Fapesp espera que o programa permita, por um lado, a criação de paradigmas institucionais alternativos para a organização da pesquisa multidisciplinar, fundamental ou orientada para aplicações, em ambos os casos buscando ativamente as oportunidades de contribuir para a inovação, que estimula transferência e educação e difusão do conhecimento.

Por outro lado, com investimentos de longo prazo e de maior porte, pretende-se continuar mudando a escala nas dimensões do sistema de pesquisa científica e tecnológica do Estado - uma das prioridades reconhecidas pela Fundação.

(Agência Fapesp)