Notícia

Portal Exame

Pouca chuva afeta capacidade da Amazônia de absorver carbono

Publicado em 06 fevereiro 2014

Por Karina Toledo, da Agência FAPESP
A seca que atingiu a Bacia Amazônica em 2010 foi tão severa que comprometeu até mesmo a capacidade da floresta de absorver o excesso de dióxido de carbono (CO2), considerado o principal gás de efeito estufa. No ano seguinte, com chuva acima da média, a vegetação conseguiu não apenas absorver toda a emissão oriunda de processos naturais como também a resultante de atividades humanas, entre elas as queimadas. Os dados são de uma pesquisa financiada pelo Natural Environment Research Council (Nerc), do Reino Unido, e pela FAPESP (no [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.