Notícia

Jornal da Cidade (Bauru, SP) online

Pós valoriza os salários em até 21%

Publicado em 22 outubro 2016

Por Rose Araujo

O ensino superior se tornou mais democrático e tem lançado a cada ano milhares de profissionais ao mercado de trabalho. Isso é ótimo! Mas, para se diferenciar da concorrência, é preciso ir além e investir na sua formação, buscando uma especialização ou cursos de mestrado e doutorado.

“A revista Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) trouxe um estudo realizado pela Consultoria Produtive demonstrando que os executivos com pós-graduação stricto sensu tiveram um aumento médio de salário de 21,4% no primeiro semestre de 2015 em comparação ao mesmo período de 2014. E os profissionais com pós-graduação lato sensu tiveram um aumento de 12,4% em comparação ao mesmo período citado acima”, destaca a supervisora administrativa do Núcleo de Pós-graduação da Instituição Toledo de Ensino (ITE), Cláudia Toledo Soares Cintra.

Ela salienta que o estudo demonstrou que as empresas precisam de profissionais integrados com o mercado e a academia. “A exigência é por profissionais focados com formação sólida, conhecimento e profundidade teórica”.

Dar continuidade aos estudos depois da graduação nem sempre é uma tarefa fácil. Muitas pessoas acabam focando diretamente no mercado e perdem o pique. Outras não têm tempo e muitas estão cansadas da sala de aula e querem vivenciar a profissão na prática.

GANHOS MAIORES

No entanto, quem supera essas dificuldades e avança em sua formação pode estar garantindo mais facilidade em se colocar no mercado e com ganhos maiores. Foi o que aconteceu com a publicitária Nathaly Barbieri Marcondes Cesar. Aos 26 anos, ela já é professora universitária e diz ter se descoberto nesta profissão. “Foi suado, mas estou colhendo os frutos agora. Estou amando dar aula! Acho que é minha vocação mesmo!”, diz.

Ela terminou a faculdade em 2012 e na sequência iniciou o curso de MBA em marketing. “Ao sair da faculdade, senti necessidade de me especializar. Não me considerava pronta para o mercado de trabalho e queria me aprofundar na área que mais tinha me interessado durante a graduação, que era o marketing”, conta.

Assim, ela buscou uma pós-graduação que pudesse dar uma carga considerável de informações sobre o assunto, ajudando-a a melhorar o desempenho no mercado de trabalho.

“Eu sempre gostei muito de pesquisar, de escrever, e achei que a área acadêmica seria interessante por isso. Então, comecei a me preparar pra prestar o processo seletivo do mestrado, mas achava que não conseguiria entrar logo na primeira vez, por ser concorrido. Acabou que deu certo logo de cara e eu nem pensei em desperdiçar a oportunidade! Então, acabei cursando os dois ao mesmo tempo”, revela.

Entre 2013 e 2015, Nathaly fez o MBA juntamente com o Mestrado em Comunicação. Ela lembra que foi puxado, muitas horas dedicadas ao estudo – sem contar com o trabalho, já que ela também atuava em uma agência de publicidade. Mas a recompensa veio logo em seguida. Ao finalizar os dois cursos, ela começou a dar aula de redação publicitária e criação publicitária nas Faculdades Integradas de Jaú.

Como escolher seu caminho?

MBA quer dizer Master in Business Administration é um curso lato sensu voltado para quem quer aprimorar conhecimentos de administração e obter uma visão aprofundada e global do mundo corporativo. É muito procurado por empresários, executivos e gestores. Já o mestrado é um curso stricto sensu que aprofunda o aprendizado da graduação. O objetivo é ampliar o conhecimento sobre um tema de interesse acadêmico e estimular a reflexão teórica.

Nathaly Barbieri Marcondes Cesar diz que, no seu caso, um completou o outro em sua carreira. “O mestrado me auxiliou a ingressar na docência no ensino superior. Foi o grande diferencial pra que eu conseguisse pegar as disciplinas que dou aula hoje e, com certeza, foi a base que eu precisava pra me sentir preparada pra lecionar. Mas o MBA complementou essa formação. Hoje, como professora, eu percebo que tenho muito mais conteúdo pra passar aos meus alunos graças às disciplinas e metodologias com que eu tive contato no MBA”, reforça.

Claudia Toledo, da ITE, diz que o caminho natural da carreira profissional é a realização de uma pós-graduação. “Os cursos vão num crescente, começando com um curso lato sensu, com enfoque mais prático, seguindo para um curso stricto sensu, com perfil mais aprofundado”, descreve.

Já Jacqueline Aparecida Gonçalves Fernandes de Castro, professora e coordenadora da pós em design das Faculdades Integradas de Bauru (FIB), acrescenta que, antes de optar por qual pós fazer, o aluno deve analisar o que pretende para sua carreira. “Depende do enfoque do profissional. Se ele quer investir no mercado, pode ser um MBA; se for área acadêmica, aí deve ser uma especialização que tenha no mínimo disciplinas que compreendam o ensino superior. Faça essa escolha desde o princípio, para direcionar sua linha de estudos”, dá a dica.

Ela vai além e salienta que é importante analisar o mercado antes. “Verifique o nicho de trabalho pretendido, depois veja o que o mercado está absorvendo, pois a busca é percebida pela absorção de algumas carreiras no mercado.”