Notícia

FAPEMA - Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão

Pós-doutorado em Parasitologia com Bolsa da FAPESP

Publicado em 30 maio 2017

Um projeto de pesquisa no Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo seleciona candidato para pós-doutorado com Bolsa da FAPESP.

A pesquisa “O papel biológico de aminoácidos e seus metabólitos derivados em Trypanosoma cruzi”, coordenada pelo professor Ariel Mariano Silber, é apoiada pela FAPESP na modalidade Auxílio à Pesquisa – Projeto Temático.

O selecionado abordará em seu trabalho o metabolismo da histidina e a sua relação com a bioenergética e a diferenciação celular em Trypanosoma cruzi. O projeto terá início em julho de 2017.

A seleção está aberta a candidatos com doutorado, ou que concluirão o doutorado até junho de 2017, em Biologia Molecular, Bioquímica, Microbiologia, Biologia Celular ou disciplinas análogas.

Interessados devem enviar curriculum vitae, uma carta de motivação descrevendo suas realizações e o interesse na pesquisa e duas cartas de referência para  asilber@usp.br.

A Bolsa de Pós-Doutorado tem duração de dois anos, prorrogável por até mais dois anos. O prazo das inscrições termina em 1º de junho de 2017.

A oportunidade está publicada em: fapesp.br/oportunidades/1572.

As vagas estão abertas a brasileiros e estrangeiros. Os selecionados receberão Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ 6.819,30 mensais e Reserva Técnica. A Reserva Técnica de Bolsa de PD equivale a 15% do valor anual da bolsa e tem o objetivo de atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

Caso o bolsista de PD resida em domicílio diferente e precise se mudar para a cidade onde se localiza a instituição-sede da pesquisa, poderá ter direito a um Auxílio-Instalação. Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em fapesp.br/bolsas/pd.

Outras vagas de bolsas, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em fapesp.br/oportunidades.

Escrito Por Agência FAPESP