Notícia

Boa Informação

Pós-Doutorado em Ciência dos Alimentos na Unicamp com Bolsa da FAPESP

Publicado em 16 março 2017

Agência FAPESP – A Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) oferece uma oportunidade de Pós-Doutorado em Ciência dos Alimentos com Bolsa da FAPESP. O prazo de inscrição encerra em 20 de março. A bolsa está vinculada ao Projeto Temático “Nova plataforma de descoberta de compostos para identificação rápida e de baixo custo de bioativo com efeitos benéficos originários de plantas brasileiras”, apoiado pela FAPESP no âmbito de acordo de cooperação com o Innovation Fund Denmark, implementado em parceria com a University of Copenhagen, na Dinamarca.

O bolsista integrará a equipe de pesquisadores do Laboratório de Compostos Bioativos e Bioaromas do Departamento de Ciência de Alimentos da FEA.

O projeto investiga os compostos bioativos de frutas e vegetais utilizando técnicas de análise de última geração, tais como cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC-MS), cromatografia de íons acoplada com detecção amperometria pulsada (HPAEC-PAD) e cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massa (GC-MS). Para os oligossacarídeos e compostos fenólicos será utilizada a técnica de HPLC, e para os lipídios, GC-MS. Quando possível, os perfis dos compostos serão obtidos diretamente a partir das culturas via técnica de espectrometria de massas com ionização por eletrospray, modo íon positivo (EASI (+) – MS).

Os extratos das frutas tropicais serão também avaliados quanto às suas propriedades funcionais por meio de ensaios in vivo com animais e seres humanos, após a pré-seleção de ensaios in vitro.

Os ensaios antioxidantes serão determinados utilizando as análises Lipophilic and Hydrophilic oxygen-radical-absorbance-capacity (ORAC), fluorescence-recovery-after-photobleaching (FRAP), 2,2’-azino-bis (3-ethyl-benzothiazoline-6-sulphonic-acid) (ABTS) e 2,2-diphenyl-picrylhydracyl (DPPH). Os fenóis totais e flavonóides totais também serão quantificados.

Os candidatos devem possuir título de doutor obtido há no máximo sete anos, no país ou no exterior, e experiência comprovada em identificação e qualificação em compostos bioativos, com foco em oligossacarídeos, detecção de seu papel prebiótico, polifenóis de frutas e vegetais.

Os interessados deverão enviar currículo vitae resumido – de acordo com modelo FAPESP – para Glaucia Maria Pastore, pesquisadora responsável pelo projeto, no endereço selecaoposdoc2015503331@gmail.com.

A oportunidade está publicada em http://www.fapesp.br/oportunidades/1449/.

O selecionado receberá bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ 6.819,30 mensais e Reserva Técnica. A Reserva Técnica da bolsa de PD equivale a 15% do valor anual da bolsa e tem o objetivo de atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

Caso o bolsista resida em domicílio diferente e precise se alternar para a cidade onde se localiza a instituição-sede da pesquisa, poderá ter direito a um Auxílio-Instalação.

Mais informações sobre a bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em fapesp.br/bolsas/pd.

Outras vagas de bolsas de Pós-Doutorado, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades.

Fonte: Rede Notícia