Notícia

Carta Fundamental

Por que ensinar resumos na escola?

Publicado em 01 fevereiro 2010

Textos resumidos estão cada vez mais presentes no dia a dia dos alunos e aprender a produzi-los é uma forma de desenvolver suas capacidades linguístico-discursivas

A primeira vista, escrever um resumo pode parecer tarefa chata. No entanto, esta é uma ótima maneira de avaliar a leitura. Nossa proposta é mostrar a importância da produção de resumos na escola, mas para isso é necessário saber distinguir o processo de sumarização do gênero textual resumo.

Nas décadas de 1970 e 1980, vários autores estudaram o processo de sumarização, afirmando que este ocorreria durante o momento da leitura e permitiria ao leitor "construir uma espécie de resumo mental do texto, retendo as informações básicas e eliminando as acessórias". É esse processo que utilizamos, por exemplo, quando vamos contar a algum amigo ou familiar o que aconteceu no último capítulo da novela. Neste caso, escolhemos as informações principais e eliminamos as que são menos importantes, servindo-nos, assim, do processo de sumarização, ou seja, do ato de resumir.

Quando esse processo dá origem a um texto produzido com o objetivo de resumir as informações principais de outro texto e não apenas ao uso esporádico de alguns dos processos de sumarização no interior de outros gêneros, temos o gênero textual resumo. Por exemplo: podemos encontrar o gênero textual "resumo" para contar o que aconteceu em um capítulo de novela. Sendo assim, o resumo é um gênero textual em si e pode ser frequentemente encontrado, embora muitas vezes com outros nomes, na mídia e no cotidiano.

Além disso, podemos encontrar partes de resumos nas quartas capas de livros, nas resenhas, críticas e sinopses de filmes. Na maioria dos casos, tratando-se de outro autor que sumariza o conteúdo de um texto. De qualquer forma, percebe-se que os resumos são textos muito presentes na vida cotidiana e, por isso, devem se tornar objetos de ensino, como outros textos que circulam socialmente.

PRODUÇÃO DE RESUMO

Ao trazermos o resumo para a escola, é importante mostrar aos alunos que eles não vão produzir textos que estão restritos ao contexto escolar, com o objetivo apenas de mostrar ao professor que entenderam o texto lido. Ao contrário, é preciso esclarecer que estão produzindo textos que fazem parte do cotidiano e com o qual poderão se deparar no dia a dia.

A abordagem teórica na qual nos baseamos para a didática da produção de resumos é a do interacionismo sociodiscursivo, que vê a produção de textos do ponto de vista da mobilização de três tipos de capacidades de linguagem. Em primeiro lugar, as capacidades de ação, responsáveis pela mobilização de representações sobre o contexto de produção do texto, ou seja: representações mobilizadas sobre quem está produzindo o texto, para quem, com qual objetivo, em qual instituição social, escolha do gênero textual em razão das características desse contexto.

Em segundo lugar, as capacidades .discursivas que são responsáveis pela mobilização de representações sobre a organização que se dará ao texto, por exemplo, escolhendo as sequências que o texto conterá: sequência argumentativa, narrativa, explicativa, descritiva, injuntiva ou dialogal.

Finalmente, as capacidades linguístico-discursivas, responsáveis pela mobilização das representações sobre as unidades linguísticas que serão utilizadas no texto. Neste nível incluímos a escolha dos tempos verbais (coesão verbal), dos elementos para evitar repetições por meio de retomadas nominais e pronominais (coesão nominal), dos conectivos argumentativos (conexão), e também das inserções de vozes (discurso direto, indireto, indireto livre etc.) e das modalizações (atitude do enunciador em relação ao seu enunciado, colocando-o como possível, impossível, certo, incerto, necessário, permitido, desejado etc).

O ensino de gêneros textuais como o resumo teria também de desenvolver as capacidades de linguagem acima descritas e que podem ser transferidas para a produção de outros gêneros textuais. O gênero seria visto, nessa abordagem, como uma verdadeira megaferramenta, propiciando o desenvolvimento de capacidades de linguagem utilizadas em outras situações de produção textual.

A partir dessa abordagem, podemos elaborar um conjunto de atividades para o ensino de resumos na escola. Seguindo as etapas enumeradas por esses autores, pode-se começar com a apresentação da situação de produção dos resumos, discutindo com os alunos sobre qual é a tarefa que eles deverão realizar.

Em seguida, os alunos fazem uma primeira produção de um resumo, que tem por objetivo permitir ao professor avaliar as capacidades que eles já possuem em relação ao gênero textual, para que se possa elaborar e/ou adequar as atividades ao nível de desenvolvimento dos alunos.

Seguem-se vários módulos em que serão focalizadas as capacidades de linguagem acima descritas, até que os alunos estejam aptos à produção final do texto.

Além das considerações acima, ao escolhermos resumos para o ensino na escola, não podemos esquecer da dimensão psicológica, que inclui as motivações, a afetividade e os interesses dos alunos.

Levando em conta essa dimensão, é fundamental que o conteúdo do texto que dará origem ao resumo seja importante para os alunos.

Sumário

Anos do ciclo: 8º e 9º

Área envolvida: Língua Portuguesa

Possibilidade interdisciplinar: todas as áreas

Tempo de duração: 1 mês

Expectativas de aprendizagem: Hierarquizar os tópicos de um artigo científico, reconhecendo os conceitos fundamentais e analisando seus elementos constituintes; Produzir resumos de artigos científicos, levando em conta o gênero e seu contexto de produção; Examinar o uso das regularidades linguísticas decorrentes da coesão referencial e sequencial, da inserção de vozes, da modalização e da seleção de vocabulário técnico.

Resumo de textos científicos

ATIVIDADE 1: ANÁLISE DO GÊNERO

1. Pergunte aos alunos se eles sabem o que é um resumo e se já escreveram um, em qual situação.

2. Na aula seguinte, traga vários textos de gêneros diferentes, inclusive textos de resumo. Peça que identifiquem os textos resumidos.

ATIVIDADE 2: PRODUÇÃO INICIAL

1. Traga um texto científico - pode ser um vídeo - que possa ser de interesse dos alunos. Leia ou assista ao vídeo e peça que resumam o que leram/viram.

2. Analise no texto os aspectos da organização textual e linguístico-discursivos que deverão ser trabalhados.

3. Traga várias revistas ou textos que contenham pequenos resumos de pesquisas científicas. Explique que os textos resumem textos maiores que apresentam pesquisas feitas por cientistas ou equipes de cientistas.

ATIVIDADE 3: ANALISANDO O GÊNERO

1. Peça aos alunos para discutirem sobre o contexto em que os textos foram produzidos: onde são encontrados, para que servem ou qual é o seu objetivo etc.

2. Selecione um dos resumos para uma análise mais aprofundada do texto. Para essa escolha, pesquise antes e procure o resumo que apresenta mais características comuns aos outros resumos. Na sala de aula, leve os alunos a perceberem que: a ordem dos conteúdos temáticos respeita a ordem do texto original; há uma menção à pesquisa que foi feita; o uso de verbos que indicam ações do autor do texto original (como provar, confirmar, atestar) é frequente. Todos esses itens devem ser descobertos pelos alunos, por meio de perguntas que guiem o processo de observação, o levantamento de hipóteses sobre aspectos do texto e as conclusões.

ATIVIDADE 4: PRODUÇÃO DE TEXTO

1. Escolha temas de interesse dos alunos ou peça para que eles façam uma pesquisa sobre assuntos do interesse deles. Estes sites podem ser fontes: www.agencia.fapesp.br , e www.ciendaviva.pt. Apos a leitura do texto de base para o resumo, conduza a discussão, procurando estabelecer quais seus aspectos mais importantes. São esses aspectos que serão posteriormente escolhidos para a redação do resumo.

2. A partir do levantamento das informações básicas do texto que será resumido, discuta com os alunos a ordem em que essas informações serão apresentadas, procurando mostrar que a ordem escolhida depende da ordem do texto original.

3. Passe para a escolha dos verbos que poderão ser utilizados para mencionar a pesquisa e os resultados dela, fazendo um levantamento dos verbos com a classe.

4. Peça para que escrevem um resumo do texto de base, a partir de todas as atividades realizadas, lembrando aos alunos de levarem em conta a revista em que será publicada.

RESUMO

MACHADO, A. R. (2002). Revisitando o Conceito de Resumos. In: DIONÍSIO, Angela; MACHADO, Anna Rachel; BEZERRA, Maria Auxiliadora [orgs.) Gêneros Textuais & Ensino. Rio de Janeiro: Editora Lucerna.

MACHADO, A. R.; Lousada, E. & Abreu-Tardelii, L. S. (2004). Resumo. Coleção Leitura e Produção de Textos Técnicos e Acadêmicos. Vol 1. São Paulo: Editora Parábola.