Notícia

Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

Pontos MIS Bate-papo de cinema traz sessão e debate sobre Histórias que só existem quando lembradas

Publicado em 17 setembro 2020

Por Geyse Garcia

Atividade, gratuita, acontece no dia 19 de setembro, sábado. Ação integra o #MISemCASA, programação digital do Museu, realizada enquanto equipamentos públicos permanecem fechados em colaboração às medidas de contenção ao Covid-19

Todo sábado, programa Pontos MIS – bate-papo de cinema traz uma exibição de filme online seguida por bate-papo ao vivo no canal do Museu da Imagem e do Som, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo. Nesta semana, em parceria com a SpCine Play, o público confere o longa Histórias que só existem quando lembradas (dir. Julia Murat, Brasil, 2011, 96 min), que também será debatido por Vanise Carneiro, Natália Tonda, Michelle Brito, Mariana Lucas Setúbal e Julia Murat, diretora do filme.

Para assistir gratuitamente ao filme, que ficará disponível ao público entre os dias 17 de 19 de setembro, basta preencher um cadastro neste link. Já o bate-papo ao vivo acontece às 18h, no canal do MIS no Youtube, no sábado, 19.

Sobre o filme

Jotuamba é uma cidade fictícia, ambientada no Vale do Paraíba, onde, nos anos 1930, grandes fazendas de café faliram, e cidades antes ricas se tornaram quase fantasmas. Lá vive Madalena, a velha padeira, presa à memória de seu marido morto e enterrado no único cemitério da cidade, hoje trancado. Rita, uma jovem fotógrafa, chega à procura de trens abandonados e, pouco a pouco, modifica o cotidiano de Madalena e da vila.

Sobre as debatedoras

VANISE CARNEIRO (Mediação) – Atriz, diretora, educadora, preparadora de elenco para atores e não atores. Por sua atuação em cinema e teatro recebeu diversos prêmios, entre eles, prêmio Açorianos e prêmio José Lewgoy de Melhor Atriz, além de ser premiada nos festivais de cinema de Gramado, Brasília, Ceará e São Luís do Maranhão.

Julia Murat – Nascida no Rio de Janeiro, formou-se na UFRJ em design gráfico e na Escola de Cinema Darcy Ribeiro como roteirista. Em 2006, foi selecionada para o curso de desenvolvimento de projeto cinematográfico da Fundação Carolina e Casa América, em Madri, com o roteiro do seu longa Histórias que só existem quando lembradas (2011), selecionado para o Festival de Veneza, Toronto, San Sebastian e Roterdam, e vencedor de mais de 25 prêmios internacionais. Além de dirigir, também produz, monta e escreve roteiros de curtas, médias e longas-metragens.

Natália Tonda – Fotógrafa formada pela Escola Panamericana de Arte e Design (SP) e UNISINOS (RS). Realiza oficinas de fotografia analógica e digital. É professora de fotografia na Escola Vera Cruz (São Paulo, SP) e atua como oficineira no projeto Pontos MIS, do Museu da Imagem e do Som, em São Paulo. Atuou como produtora nos seminários do MASP (São Paulo, SP). Trabalhou como fotógrafa da 29ª Bienal de São Paulo e como produtora cultural na exposição Em nome dos artistas (Bienal de São Paulo) e na Ação Educativa do Instituto Tomie Ohtake. Atualmente ministra oficinas e cursos de fotografia, além de atuar como freelancer e assessora em projetos fotográficos.

Mariana Lucas Setúbal – É pesquisadora e crítica. Mestre em História Social pela PUCS), com a dissertação “Coordenadas de uma estética: Uma análise das contradições do lulismo a partir dos filmes “A cidade é uma só?” e “Branco sai, preto fica” de Adirley Queirós” (2019). É especialista em História, Cultura e Sociedade pela Faculdade de Ciência Sociais da PUCSP (2016). É graduada pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP, 2012), tendo desenvolvido uma pesquisa de Iniciação Científica “Michelangelo Antonioni e as fantasmagorias do silêncio. Uma análise da forma e conteúdo do Eclipse” (bolsa FAPESP, 2010-11). Desde 2014, atua como professora na FAAP (São Paulo) onde ministra as disciplinas de Documentário e História do Cinema Brasileiro.

Michelle Brito – atriz, poeta e cineasta de 23 anos, é moradora da zona leste de São Paulo. Formada pelo Instituto Criar de TV e Cinema e Novas Mídias em audiovisual, também tem formação em artes cênicas. Atualmente, cursa Rádio e TV e Filme Lab. É membro do Coletivo Varal de Audiovisual e Coletivo desnorteados e trabalha como agente cineclubista na SPcine.

Sobre o Pontos MIS

O Pontos MIS é um programa de formação e difusão cultural com atuação em todo o Estado de São Paulo, realizado pelo MIS em parceria com prefeituras locais. Com filmes, oficinas práticas e palestras, o programa tem como objetivo formar novos públicos para o cinema brasileiro e internacional não comercial. Durante a contenção da Covid-19, a programação acontece virtualmente nos canais do MIS.

Sobre o #MISemCASA

A campanha #MISemCASA traz novos conteúdos em diferentes formatos em todas as plataformas digitais do MIS. Diariamente, o canal do Museu no YouTube apresenta conteúdos de seu acervo, além de programações que já aconteciam no Museu e agora passam a ser realizadas digitalmente, como o #CineCiência e o Ciclo de Cinema e Psicanálise. O público também pode conferir novas programações como o Cinema de Acervo, mostra semanal inédita com uma seleção de filmes brasileiros que integram o Acervo do MIS e o Bate-papo de Cinema Pontos MIS. Os internautas também podem acessar parte do Acervo MIS que está digitalizado por meio deste link. No Acervo online, os visitantes encontram informações sobre os itens que compõem os acervos museológico e bibliográfico do MIS e, em alguns casos, têm amplo acesso ao conteúdo das coleções de fotografia, áudio e vídeo.

O #MISemCasa acontece em conjunto com o #Culturaemcasa, desenvolvido pela Secretaria de Cultura, por conta da orientação do Centro de Contingência do Covid-19, que determinou que os equipamentos culturais do Governo do Estado de São Paulo tenham o seu funcionamento temporariamente suspenso.

O MIS conta com patrocínio máster de Youse, patrocínio de Kapitalo Investimentos, Denso e Cielo, e apoio institucional de TozziniFreire Advogados.

S e r v i ç o

PONTOS MIS – BATE-PAPO DE CINEMA– Histórias que só existem quando lembradas

DATA 19.09.2020 – Exibição do filme entre 17 e 19.09 (via inscrição prévia neste link)

HORÁRIO 18H – bate-papo ao vivo com o público no Canal do Museu no YouTube.

#MISEMCASA

SITE www.mis-sp.org.br