Notícia

Folha.com

Política, intriga e os supertelescópios

Publicado em 23 março 2015

Por Rafael Garcia
Na última quinta-feira, a Câmara dos Deputados aprovou a afiliação brasileira ao ESO (Observatório Europeu do Sul), que está construindo o maior telescópio do mundo no Chile. A entrada no clube, que sai por € 270 milhões (quase R$ 1 bilhão), dá a astrônomos do país acesso às melhores instalações de pesquisa astronômica do planeta. Mas o custo-benefício divide opiniões. Alguns congressistas se mostraram indignados por os colegas terem aprovado um gasto grande num ano de ajuste fiscal. Outros, em coro com os cientistas, [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.