Notícia

Portal Amazônia

Política de investimentos em CT&I no Amazonas é destaque no balanço da SBPC

Publicado em 27 julho 2012

SÃO LUÍS - A participação do Estado do Amazonas no cenário nacional de Ciência, Tecnologia &Inovação (CT&I) foi um dos destaques durante a coletiva de imprensa que divulgou o balanço final da 64ª Reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência realizada desde o dia 22/07, em São Luís (MA).

De acordo com a presidenta da SBPC, Helena Nader, a atuação das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa nos Estados do Amazonas (FAPEAM) e São Paulo (Fapesp), por exemplo, exerce um importante papel para a descentralização da ciência no País. Principalmente pela iniciativa de continuar investindo, após os cortes orçamentários realizados no setor pelo governo federal.

"O Estado do Amazonas está de parabéns pela política de CT&I implementada juntamente com as secretarias estadual de CT&I, com o aval do Governo do Estado, mas infelizmente, o Brasil é muito grande e nós sabemos que há cortes em alguns Estados, o que aponta para uma fragilidade do sistema e do desenvolvimento científico nacional", destacou.

Em relação às políticas de CT&I, Nader afirmou ter certeza de que na reunião do Maranhão vão sair vários grupos de trabalhos que, junto com o Conselho da SBPC, farão um balanço sobre os temas abordados nesta reunião, o que deve resultar no documento com propostas da sociedade científica para ser levado às autoridades e ao próprio Governo Federal.

Acompanhada pelo reitor da Universidade Federal do Maranhão, Natalino Salgado, Helena Nader apresentou os números do evento, que segundo ela encerrou com um saldo bastante positivo.

No total, a 64ª Reunião da SBPC contou com cerca de 25 mil participantes, sendo cerca de 12 mil credenciados vindos de 700 cidades do Brasil. Houve 4.009 trabalhos aceitos e uma média de 960 pôsteres das diversas áreas do conhecimento apresentados por dia. Também foram destacados como resultado positivo a realização de 66 mesas redondas, 51 conferências e 48 minicursos, entre outros eventos realizados simultâneamente.

Outro aspecto que chamou a atenção dos organizadores e participantes foi a política de inclusão social relacionada à mobilidade e acessibilidade no campus da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), onde foi realizado o evento, e aos conteúdos apresentados e organização das conferências, que contou até com a participação de tradutores de libras em todas as salas.

"A UFMA está de parabéns pela organização do evento e pela infraestrutura montada para atender a este contingente de participantes. Agora fica o desafio para que em 2013 a cidade do Recife (PE) possa realizar um evento ainda melhor, não para competir, mas para agregar valor à Reunião da SBPC", afirmou Helena Nader.

Educação

Um detalhe que chamou a atenção da organização do evento foi a grande participação de graduandos e pós-graduandos em todas as atividades, além de pessoas ouvintes interessadas nos assuntos abordados pela programação e as salas lotadas nos minicursos, conferências e eventos paralelos.

Para Nader, isso mostra o quanto é necessário investir em educação no País. "Sem educação, sem saber ler e escrever nós não temos cidadania. Nós precisamos de uma cidadania plena em que o indivíduo seja capaz de se comunicar. Isso nós vamos continuar buscando por meio de um Plano Nacional de Educação eficiente", finalizou.

Fonte: Portal Amazônia, com informações da Fapeam