Notícia

Claudio Willer

Poesia e Xamanismo no colóquio de estética indígena da Fafil / UFG em goiânia

Publicado em 28 julho 2018

Falo dia 2 de agosto, quinta feira, a partir das 19 h, na Galeria da FAV. Minha palestra será complementada por uma fogueira, peixe, tapioca, tacacá e sucos. Programação saborosa. Se pudesse, assistiria aos três dias desse colóquio da Universidade Federal de Goiás, para aprender mais sobre tópicos que me interessam vivamente. Vejam, a seguir, o extenso cardápio. Mais informações em http://www.filosofia.ufg.br/n/105796-iii-coloquio-de-estetica-da-fafil-ufg-estetica-indigena-programacao-completa:

ESTÉTICA INDÍGENA

III Colóquio de Estética da FAFIL/UFG

2 a 4 de agosto de 2018

Locais: Núcleo Takinahak? de Formação Superior Indígena (NTFSI), Cine UFG, Prédio de Humanidades (Auditório e salas), Galeria da FAV.

Dia 02/08: Local: Auditório do Prédio das Humanidades 8:15 – Abertura oficial do evento 8:30 – Conferência: As artes indígenas: referentes sociais e cosmológicos, Lúcia Hussak van (Pesquisadora Titular do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – MCTI, vinculada ao Museu Paraense Emilio Goeldi) Mediação – Carla Milani Damião (UFG) 09:00 – 10:00– Mesa redonda I: Expressões estéticas, Maria Luiza Rodrigues de Souza: (FSCUFG), Néle Azevedo (UNESP) e Kássia Oliveira Borges (UFAM). Mediação – Samuel Gilbert de Jesus (FAV-UFG) 10:15 – 12:45 – Mesa redonda II: Relato sobre a produção do documentário A cultura do beijú – Povo Waura, Amatu Waura (EI-UFG) e Mauricio Kamayura (EI-UFG), Imagem e sonho: o diálogo da Claudia Andujar com os Yanomami, Raquel Imanishi Rodrigues (UnB) Mediação – Rodrigo Cássio Oliveira (UFG) 12:45– 14:00 – Almoço 14:00 – 16:30 – Mesa redonda III: Imagens ameríndias, outro paradigma para pensar a arte, Rachel Costa (IFAC-UFOP), Auto-definições literárias, Tarsila Couto (FL-UFG) e Estética Boe-Bororo: o rito funeral como afirmação da vida, Alice Lino Lecci (UFMT). Mediação – Luciana de Oliveira Dias (FL-UFG) 16:30 – 17:00 – Pausa

Local: Galeria da FAV: 17:00 – 18:30 – Conferência-conversa com Edgard Franco (FAV-UFG) – Arte, Hipertecnologia & Tecnoxamanismo: Processos criativos artísticos com Ciberpajelanças

19:00 – 21h – Abertura da exposição na FAV Performance Branco pureza sobre terra vermelha, Rubens Pillegi Leitura de Cláudio Willer: Poesia e xamanismo Confraternização (fogueira, peixe, tapioca, tacacá e sucos)

Dia 03/08: Local: Prédio das Humanidades

8:00 – 9:30 – Comunicações (Sala de defesas do PPGFIL) Coordenação: Lorraynne Bezerra Freitas 8:00 – 8:30 – As máscaras de Tawã e Iraxão: os artefatos encantados entre os Tapirapé – Vandimar Marques Damas

8:30 – 9:00 – Os Apyãwa e as imagens audiovisuais – Paula G. Viana dos Reis (UFMG) 9:00 – 9:30 – O nome vermelho de Yosano Akiko – Herick Martins Schaiblich (Graduação/UFG)

9:30 – 10:00 – Pausa Coordenação: Bergkamp Pereira Magalhães

10:00 – 10:30 – Os donos do Brasil – João Lourenço Borges Neto (UFG)

10:30 – 11:00 – Vestires indígenas: reflexões iniciais sobre uma história da indumentária no Brasil – Rita Morais de Andrade (UFG)

11:00 – 11:30 – O rigoroso olhar índio: sobre “o quem das coisas” – Mariana Andrade (UFG)

11:30 – 12:00 – A estética da resistência e memória utópica em três filmes sobre o pós-maio de 68 – Rita Márcia Magalhães Furtado (UFG)

8:00 – 9:30 – Comunicações (Sala de defesas da FCS I) Coordenação: Kéllen A. Nascimento Ribeiro 8:00 – 8:30 – Filosofia com cinema – Rafael Fernandes (Unicamp/Fapesp)

8:30 – 9:00 – Imagens do pensamento selvagem: estética e cosmopolítica entre povos nômades da floresta – Francisco Augusto Canal Freitas

9:00 – 9:30 – Estética tropical. Objetos e ontologias culturais não-ocidentais (uma introdução) – Márcia Aurélio Baldissera

9:30 – 10:00 – Pausa Coordenação: Rámon Pereira Ataíde 10:00 – 10:30 – A escrita como cena substitutiva da pólis: memória, silêncio e testemunho em Salinas Fortes – Gilmário Guerreiro da Costa (UFG)

10:30 – 11:00 – “Que tipo de conceito é arte?”: a dissolução do problema da definição em Morris Weitz – Fernanda Azevedo Silva (UFG)

11:00 – 11:30 – Naveguei de Londres à Pérsia: devaneios errantes e flâneuses na obra de Annemarie Schwarzenbach e Virginia Woolf -Vrndavana Vilasine Laune Correia (UnB)

11:30 – 12:00 – O corpo como “texto-vivo”: uma leitura merleau-pontiana da obra Mulheres de Cinzas: as areias do Imperador, de Mia Couto – Iracy Ferreira dos Santos Júnior (UFOP)

8:00 – 9:30 – Comunicações (Sala de defesas da FCS II) Coordenação: Hugor Henrique Afonso Dias 8:00 – 8:30 – Quilombismo, descolonização e psicologia colonial: uma abordagem do pensamento negro de Abdias do Nascimento e Frantz Fanon – André Luiz de Souza Filgueira (PUC-Go/UnB

8:30 – 9:00 – A influência indígena na formação cultural do povo do sudoeste goiano – Eduardo Ferraz Franco (UFG)

9:00 – 9:30 – A arte rupestre no cotidiano: percepções estéticas da comunidade de Serranópolis – Goiás – Pollyanna de Oliveira Brito Melo (UFG)

9:30 – 10:00 – Pausa

Coordenação: Guilherme Bruno Giani 10:00 – 10:30 – O que não vemos, O que nos olha: Regimes do Visível nas Pinturas Anacé. Hércules Gomes de Lima (UFG) 10:30 – 11:00 – Grafismo indígena gavião: a pintura como elemento feminino – Ana Paula de Souza Fernandes (Univ. Federal do Sudeste do Pará)

11:00 – 11:30 – Música Timbira – Veronica Aldé

11:30-13:30 – Almoço

13:30-15:00 – Espaço de oficinas de criação com indígenas (Local: Núcleo TAHINAHAKY) 15:00 – 16:30 – Mesa IV – Pensamento em busca de raízes, Leca Kangussu (UFOP), Artes visuais, escritas de vida e decolonialidade, Manoela A. Afonso (FAV-UFG), Mirna Anaquiri Kambeba Omágua (FAV-UFG) 16:30 – 17:00 – Pausa 17:00 – 18:30 – Mesa redonda V – Autoria e expressões estéticas/artísticas indígenas em experiências pedagógicas interculturais, André Marques do Nascimento (EI-UFG), Lorena Dall’ara Guimarães (EI-UFG) e Arthur Bispo de Oliveira/Ricardo Kutokre Canela (EI-UFG). Mediação – Carmelita Brito Felício (UFG/PPGFIL)

Dia 04/08: Programação: Fabiana Assis (PPGACV) e Benedito Ferreira Local: Cine-UFG (Auditório da FL) 8:30 – 10:00 – Itão kuegü: as hiper mulheres (2011) de Takumã Kuikuro, Carlos Fausto e Leonardo Sette (1h20) 10:00-10:30 – Pausa 10:30 – 12:30 – Corumbiara (2009) de Vincent Carelli (1h57) 12:30-14:00 – Almoço 14:00 – 16:00 – Cultura do Beiju – Povo Waura (2017) de professores e alunos do Núcleo de Formação Superior Indígena Takinahaky (00:42) e apresentação de produção áudio visual dos alunos indígenas (00:20) 16:00 – 16:20 – Pausa 16:30 – 17:45 – Taego Ãwa (2017) de Henrique Borela e Marcela Borela (1:15) 17:50 – 18:30 – Lançamento do documentário ITO (2017) de Takumã Kuikuro (00:22) 18:30 – 20:00 – Mesa VI – com convidados cineastas Takumã Kuikuro, Henrique Borela e Marcela Borela.