Notícia

Portal Bueno

Plataforma auxilia desenvolvimento regional

Publicado em 25 outubro 2019

Uma parceria entre a FCT/Unesp (Faculdade de Ciências de Tecnologia da Universidade Estadual Paulista) e a Unipontal (União dos Municípios do Pontal do Paranapanema) vai gerar como resultado uma ferramenta online intitulada de “Pontal Transparente” e que se caracteriza por ser um instrumento de gestão territorial, para nortear um planejamento regional, local e urbano de 32 cidades associadas. “Espera-se que a Unipontal, com esta e outras ferramentas, se torne um escritório técnico de apoio aos municípios. Será muito importante para o desenvolvimento”, expõe o professor do Departamento de Cartografia e coordenador do projeto, Amilton Amorim.

A elaboração do projeto ocorre há algum tempo e, inclusive, a ideia já contou com algumas reuniões, como as realizadas em Presidente Venceslau e Teodoro Sampaio, quando foram apresentados os processos em andamento da iniciativa. De acordo com o coordenador, duas fases foram instituídas, sendo a regional, com foco nos dados da região e totalizados por municípios, o que possibilita a inclusão de informações dos imóveis rurais – esta é a atual fase. Já a segunda etapa contará com foco municipal e que deve atingir os detalhes dos imóveis urbanos.

“Existem informações municipais que não são sistematizadas, e nós estamos reunindo essas informações em um portal, que será uma espécie de mapa, e possibilitará a consulta de dados por parte da população, como aquelas provenientes de plataformas livres, como as do IBGE [Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas]”, lembra Amilton. Além disso, outra parte do programa poderá ser utilizada como ferramenta dos sistemas de gestão das administrações.

Para que o projeto ganhasse força, o coordenador afirma que o grupo conseguiu uma verba de financiamento da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) no valor aproximado de R$ 70 mil, o que permitiu dar início ao levantamento de dados e diagnósticos dos municípios. Além disso, Amilton expõe que boa parte dos dados coletados é proveniente de um trabalho realizado anteriormente pela Unipontal, com investimento de R$ 380 mil por parte da Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, e R$ 74 mil por parte da união dos municípios, como forma de contrapartida. O prazo estimado para conclusão é de dois anos.

Para o presidente da Unipontal, Jorge Duran Gonzalez (PSD), a reunião dos dados em uma espécie de cadastro é vista com bons olhos, já que, com sua conclusão, vai permitir que todas as cidades abrangidas pela associação tenham informações atualizadas e que permitirão aos gestores o uso dos dados em favor dos municípios. “Muito útil para o desenvolvimento regional de forma sustentável em todos os campos”.