Notícia

A Cidade On (Araraquara, SP)

Plástico araraquarense invade casas e evita perda de alimentos

Publicado em 13 novembro 2014

Por Celso Luís Gallo

Um novo tipo de plástico, capaz de conservar alimentos por mais tempo, está chegando às prateleiras das principais redes de supermercado e teve contribuição de pesquisadores da Unesp de Araraquara.

O AlpFilm Protect é o primeiro filme de PVC transparente que combate a proliferação de fungos e bactérias nos alimentos embalados.

Um dos participantes da pesquisa, Elson Longo, professor do IQ (Instituto de Química), diz que o produto é “revolucionário”. “Isso representa muito. As pessoas querem ver esse retorno da universidade.”

Segundo ele, frutas, verduras e carnes colocadas na geladeira no novo plástico ficariam conservadas por cerca de um mês, em vez de uma semana.

“As donas de casa perdem muito alimento em função de bactérias. Só no manipular do açougueiro, já tem muita bactéria. Esse plástico garante a saúde da pessoa e a economia. Se você compra seis maçãs e come duas, por exemplo, pode sair de viagem e voltar que as outras estarão lá conservadas e não estragaram”, diz o professor.

Lançamento

A pesquisa para o produto durou um ano e, além do IQ, contou com integrantes da UFSCar, da USP e do Ipen (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares).

As instituições compõem o CDMF (Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais), rede ligada à Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

Na primeira parte do processo, em parceria com a Nanox Tecnologia, foi desenvolvida uma composição de silicato de prata (bactericida) e colocada no plástico de PVC. Depois, o novo plástico foi feito por uma empresa de São Paulo, a Alpes.

De acordo com Gustavo Simões, diretor da Nanox, os produtos já começaram a ser distribuídos pelo Brasil e para o exterior (América Latina, Estados Unidos e Europa).

O preço deve ser praticamente o mesmo dos plásticos comuns de PVC. No site da Alpes, um rolo de três metros de filme e 28 cm de largura pode ser encontrado a R$ 38,61.