Notícia

Correio Popular

Plano prevê associação com o Pólo Ciatec

Publicado em 14 abril 2003

O programa de implantação do Parque Tecnológico em Campinas na área do Pólo II da Companhia de Desenvolvimento do Pólo de Alta Tecnologia de Campinas (Ciatec), próximo a rodovia Campinas/Mogi Mirim, ficará abrigado na Agência de Inovação, informou o reitor Carlos Henrique de Brito Cruz. A Unicamp vai preparar um programa de investimentos para estimular a atração de laboratórios de alta tecnologia de empresas do mundo inteiro. O projeto para a elaboração do plano de investimentos foi aprovado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e haverá participação do governo do Estado e da Prefeitura de Campinas. No total, o plano vai custar R$ 3 milhões, dos quais R$ 1,3 milhão virá da Finep, R$ 1,2 milhão do Governo do Estado e R$ 300 mil da Prefeitura de Campinas. O secretário de Ciência e Tecnologia do Estado, João Carlos de Souza Meirelles, já manifestou a concordância do estado em participar financeiramente do projeto. O reitor acredita que, nos próximos dias, o governador Geraldo Alckmin possa anunciar a liberação dos recursos. A implantação do Parque Tecnológico é um projeto estratégico para Campinas porque está calcado na atração de empresas baseadas em tecnologia para a região. Nesse Pólo II do Ciatec já estão instaladas empresas tecnológicas como a Xtal Fibras Ópticas S.A, Northern Telecom, centros de pesquisa como o Laboratório Nacional de Luz Síncrotron, a Fundação Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, entre outros. A Agência de Inovação, que deverá ser lançada dia 15 de maio, durante o Inova Campinas, está sendo coordenada pelos professores Carlos Américo Pacheco (que durante o governo passado foi o secretário executivo do Ministério de Ciência e Tecnologia), Sérgio Sales (ex-diretor dos fundos setoriais da Finep) e Bernardino Figueiredo, atual presidente da Fundação de Desenvolvimento da Unicamp (Funcamp). (MTC) PONTO DE VISTA - ACESSO A TODOS José Luiz Camargo Guazzelli O conhecimento é o caminho mais importante para garantir a competitividade da empresa. A oportunidade que a Unicamp abre coma criação da Agência de Inovação, é importantíssima porque simplificará o acesso das pequenas e médias empresas à pesquisa e ao desenvolvimento gerados na academia. Isso irá seguramente, alavancar o desenvolvimento das pequenas e médias empresas, o que é fundamental na estratégia econômica da região. A medida que ampliamos o leque das empresas estratégicas estaremos contribuindo significativamente para a estabilidade da região. José Luiz Camargo Guazzelli, cônsul da França e diretor de Planejamento do Techno Park Campinas