Notícia

O Serrano

Planeta parecido com a Terra é descoberto

Publicado em 25 abril 2007

Agência FAPESP — O planeta mais parecido com a Terra fora do Sistema Solar acaba de ser descoberto. Trata-se de um corpo celeste com cerca de cinco vezes a massa terrestre e que pode conter água. A descoberta foi feita por um grupo de astrônomos no Observatório Europeu do Sul (ESO).
O menor exoplaneta encontrado até o momento completa uma órbita em sua estrela em apenas 13 dias. Ele se encontra 14 vezes mais próximo à estrela — a anã vermelha Gliese 581 — do que a Terra do Sol. Segundo os autores da descoberta, apesar da proximidade, a existência de água e de condições que permitiriam formas de vida é possível uma vez que a estrela é menor e mais fria do que o Sol.
"Estimamos que a temperatura média dessa super-Terra esteja entre 0ºC e 40ºC, ou seja, a água estaria na forma líquida", disse Stéphane Udry, do Observatório de Genebra, na Suíça, e principal autor do artigo que descreve a descoberta, submetido à revista Astronomy and Astrophysics para publicação.
"Além disso, como o raio do planeta é apenas 1,5 vez o da Terra, nosso estudo indicou que o planeta deve ser ou rochoso — como a Terra — ou coberto por oceanos", disse.
"Água é crítica para a vida da forma que a conhecemos. E, por causa da temperatura e de sua relativa proximidade, esse planeta certamente será um alvo muito importante em futuras missões dedicadas à busca de vida extraterrestre", disse Xavier Delfosse, da Universidade de Grenoble, na França. "No mapa de tesouro do Universo, estaríamos tentados a marcar esse planeta com um X."
A estrela Gliese 581 é uma das cem estrelas mais próximas do Sol, localizada a 20,5 anos-luz na constelação de Libra. Tem massa de apenas um terço da do Sol. Anãs vermelhas estão entre as estrelas mais comuns na Via Láctea — das 100 estrelas mais próximas, 80 pertencem a essa classe. Como emitem menos luz, são alvos ideais para a busca de planetas de pequena massa que possam conter líquido.