Notícia

Jornal do Brasil

Piteira especial ajuda os fumantes a largar o vício

Publicado em 27 fevereiro 1996

Por ALICIA IVANISSEVICH
O antigo hábito de fumar com piteira pode ser a mais nova forma de largar o vicio. Um engenheiro brasileiro está lançando no Rio um método simples, idealizado por um médico alemão, que permite abandonar o fumo em quatro semanas. O sistema adota quatro filtros que absorvem a nicotina e o alcatrão do cigarro em proporções diferentes e progressivas. O processo de filtragem é físico - não usa produtos químicos - e não altera o sabor do cigarro. "Na primeira semana, usa-se a piteira vermelha que filtra 15% dessas substâncias", conta o engenheiro Marcos Carvalho Silva, fumante por 35 anos que só largou o vício após adotar a metodologia alemã. "Nas seguintes etapas - uma semana para cada uma - aumenta a quantidade de nicotina e alcatrão filtrada: 30%, 65% e 95% respectivamente. Na última semana, a exigência desses elementos no organismo é tão pequena que a interrupção do consumo de cigarros ocorre de forma suave. Isso evita os sintomas provocados pela síndrome da abstinência", explica. Tubo - O sistema é baseado num tubo criado pelo físico G.B. Venturi em 1791 para medir e controlar substâncias gasosas. Na primeira parte do filtro, a fumaça é acelerada a uma velocidade de mais de 300 quilômetros por hora. Ao se chocar com uma barreira, a temperatura da fumaça cai e as partículas de nicotina e alcatrão condensam e se acumulam no eixo do filtro. "A fumaça guarda apenas partículas aromáticas leves, de temperatura de condensação menor, mantendo-se rica em sabor mas pobre em substâncias prejudiciais", diz Silva. Os filtros Venturi podem ser reutilizados. Após fumar oito cigarros, eles devem ser mergulhados num vidro com álcool para remover a nicotina e o alcatrão acumulados. "As piteiras têm sobretudo um efeito psicológico. Ao ver as substâncias que se depositam no filtro, o fumante passa a tomar consciência do mal que o cigarro faz", destaca Silva. O engenheiro lembra, porém, que, para largar o vicio, é preciso querer. "A dependência física diminui a cada semana, porque a absorção de nicotina pelo organismo se reduz a 95%. Mas a vontade de manter aquela chupeta na boca permanece. Fui fumante e sei que o cigarro é um companheiro, um amigo difícil de deixar. Quando parei de fumar, ficava horas com a piteira na boca só para matar a vontade", conta. "O bom deste método é que permite acabar com o condicionamento sem sofrer." Pesquisas - Estudos feitos na Alemanha em uma clínica de combate ao fumo mostram que as piteiras foram a técnica de auxilio para largar o vicio com maior índice de sucesso. Dos 20 mil fumantes que participaram da pesquisa, 78.8% pararam de fumar. Mesmo após 20 anos, 50.3% ainda estavam livres do cigarro. Os filtros vão ser vendidos em farmácias e lojas de produtos naturais a um preço que varia entre R$ 33 e R$ 35. Por enquanto, só estão à venda no Rio, na Farmácia do Leme.