Notícia

Jornal da Ciência online

Pioneiro na divulgação científica, José Reis incentivou presença de pesquisadores na mídia

Publicado em 12 fevereiro 2021

De 100 anos do jornal Folha de S. Paulo, Reis esteve presente de 1947 até sua morte, em 2002, e chegou a ser diretor de Redação. Reis ainda participou das discussões para a criação da Fapesp e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em 1948 —onde fundou e editou a revista Ciência e Cultura

​Lia em latim, alemão e francês, entendia de física, química, microbiologia e administração pública, além de ser um pesquisador e divulgador científico internacionalmente reconhecido. Essas eram características do humano da Folha José Reis.

Julio Abramczyk, médico e jornalista que escreve para a Folha desde 1960, conta que “o legado que Reis deixou foi ter iniciado em nosso meio a saída dos cientistas da torre de marfim, onde viviam bem acomodados e isolados uns dos outros. Quem aparecia no jornal ficava mal-falado na comunidade científica”.

“Acredito que, graças ao pioneirismo de Reis, nesta pandemia ninguém estranha a presença de cientistas e pesquisadores colaborando com os meios de comunicação, explicando a Covid-19, seus problemas e os necessários cuidados”, diz o médico.

Veja o texto na íntegra: Folha de S. Paulo

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Folha de S. Paulo Folha.com The Sentinel Newspaper (EUA) online