Notícia

Info Energia

Pilulas energéticas

Publicado em 28 dezembro 2011

São Paulo, 28/12/2011 - - A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou, em reunião pública realizada na semana passada, a Declaração de Utilidade Pública (DUP) para 282,3 mil hectares de terras localizadas nos municípios de Altamira, Brasil Novo e Vitória do Xingu, no Pará. A área declarada é necessária à implantação do canteiro de obras, reservatório e Área de Preservação Permanente (APP) da Usina Hidrelétrica (UHE) Belo Monte. A área desapropriada também será destinada ao reassentamento da população afetada pelo empreendimento. Confira no quadro abaixo a divisão da área declarada por município.

- Em 2010, das 19.678 solicitações iniciais de apoio à pesquisa apresentadas à FAPESP 42% foram apresentadas por mulheres. O percentual tem crescido continuamente desde 1992, quando foi de 30%. Segundo levantamento feito pela FAPESP, a taxa de sucesso global, definida como o número de propostas aprovadas dividido pelo número de propostas analisadas no ano, foi, em 2010, de 61% para as mulheres e de 60% para os homens.

Para as grandes áreas de Ciências da Saúde, Ciências Agrárias e Engenharias, observa-se um crescimento forte na proporção de mulheres. Em Ciências da Saúde, o percentual cresceu de 34% em 1992 para 54% em 2010; para Ciências Agrárias, foi de 23% em 1992 para 40% em 2010. No caso das Engenharias, a participação feminina quase triplicou, passando de 8% para 22% no período.

-A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) autorizou, na última reunião pública de diretoria deste ano, a reestruturação societária da Companhia Hidrelétrica Teles Pires (CHTP). Confira a composição do capital social da empresa após a autorização: Eletrosul, 24,5%;Furnas, 24,5%;Odebrecht, 0,9%; e Teles Pires Participações, com 50,01%. Antes os 50,01% eram da Neonergia. Pela decisão, a reestruturação societária deve ser implementada e formalizada em 90 dias e os documentos comprobatórios da formalização da operação devem ser encaminhados à ANEEL no prazo de 30 dias, a contar de sua efetivação.

-O Ministério de Minas e Energia (MME) publicou no Diário Oficial da União (D. O. U), na segunda-feira, 19 de dezembro, as Portarias nº665 e 667, que aprovam o enquadramento da Central Geradora Hidrelétrica denominada CGH João Franco, da empresa Porto Energética Ltda e a Central Geradora Termelétrica denominada UTE Bisol, da companhia Bisol Agroindústria S.A no Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura (Reidi). As empresas estão localizadas respectivamente nos estados de Minas Gerais e Roraima.

-O D. O. U traz ainda as Portarias nº668 e 669, que aprovam o enquadramento da Pequena Central Hidrelétrica denominada PCH Santa Cruz de Monte Negro, da empresa Mega Energia Investimentos e Participações S.A, e Pequena Central Hidrelétrica denominada PCH Canaã, de titularidade da Empresa Mega Energia Investimentos e Participações S.A, no Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura (Reidi). As empresas estão localizadas no estado de Rondônia. As quatro Portarias entram em vigor na data de sua publicação.

-Energia Eólica, respostas do Ministério de Minas e Energia:

1. Quais as regiões mais propícias à instalação de aerogeradores?

De acordo com o Atlas do Potencial Eólico Brasileiro, a região mais propícia à geração eólica, no Brasil, é o Nordeste, com potencial de 75 GW. Em seguida vêm a região Sudeste, com potencial da ordem de 29,7GW, e a região Sul, com 22,8GW.

2. Qual o potencial eólico brasileiro?

O potencial eólico brasileiro, de acordo com o Atlas do Potencial Eólico Brasileiro, é da ordem de 143 GW.

Equipe Infoenergia