Notícia

Esteta

Pesquisas da Unesp recebem Prêmio Capes de Tese 2013

Publicado em 07 outubro 2013

Foi divulgado dia 4 de outubro o resultado do Prêmio Capes de Tese 2013, que selecionou as melhores teses de doutorado selecionadas em cada uma das 48 áreas do conhecimento reconhecidas pela Capes nos cursos de pós-graduação adimplentes e reconhecidos no Sistema Nacional de Pós-Graduação. A cerimônia de entrega dos prêmios ocorrerá na sede da Capes, Brasília, DF, no dia 10 de dezembro.

A Unesp recebeu dois Prêmios Capes de Tese 2013. Flávia Chiva Carvalho foi premiada pela tese "Sistemas Nanoestruturados Mucoadesivos para administração nasal de Zidovudina", defendida na Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Araraquara, sob orientação de Maria Palmira Daflon Gremião e co-orientação de Rosângela Gonçalves Peccinini Rodrigues Pietro, na área de Farmácia; e Thiago Gonçalves Souza, que apresentou na Unesp de São José do Rio Preto, o trabalho "Decifrando a função de processos ecológicos e evolutivos na distribuição local e regional de artrópodes de plantas", orientado por Gustavo Quevedo Romero, na área de Biodiversidade.

Flávia Chiva Carvalho

Graduada em Farmácia Bioquímica pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Unesp. Possui Mestrado, bolsa CAPES e foi aprovada em primeiro lugar na seleção para o Doutorado, financiado pelo CNPq e em seguida pela FAPESP, ambos realizados pelo programa de pós-graduação em Ciências Farmacêuticas da FCFAR/UNESP, área de concentração Farmacotecnia. Fez doutorado sanduíche na Queens University, Belfast, Irlanda do Norte financiado pela CAPES. Durante sua pós-graduação, desenvolveu projetos de pesquisa com temas relacionados ao desenvolvimento, caracterização e aplicação de sistemas micro/nanoestruturados na área de medicamentos para o tratamento da síndrome da imunodeficiência adquirida.

A pesquisa

A tese Sistemas Nanoestruturados Mucoadesivos para Administração Nasal de Zidovudina permitiu, até o momento, a publicação de um capítulo de livro e de onze artigos em revistas Qualis Internacional A e B. Sua trajetória acadêmica permitiu sua aprovação em 2013 em primeiro lugar no Concurso Público para o cargo professor de 3º Grau na carreira de magistério superior na Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG), na Área de Farmacotecnia e Tecnologia Farmacêutica.

Além disso, o reconhecimento do trabalho tem sido evidenciado pela obtenção de premiações, como menção honrosa no XIII Congreso de la Federación Farmaceutica Sudamericana-FEFAS e terceiro melhor trabalho na conferência do European Foundation for Clinical Nanomedicine-CLINAM 6. Em 2012, em colaboração com sua orientadora Profa. Dra. Maria Palmira D. Gremião, foi convidada a apresentar uma proposta de projeto de pesquisa na área de Drug Delivery Systems a Ferring Pharmaceuticals, Suiça. A partir da aprovação do projeto, foi firmada uma parceria empresa-FCF/Unesp, que resultou em novos recursos para a compra de equipamentos, materiais e bolsas de estudo, incluindo sua bolsa atual de pós-doutorado.

A pesquisa ocorre dentro de um grupo de pesquisa que tem verificado como sistemas compostos pelo tensoativo álcool cetílico estoxilado 20 OE e propoxilao 5 OP (AC205) são capazes de formar micro emulsões com baixas concentrações de água, e o contato destes sistemas com muco artificial resulta na formação de mesofases líquido cristalinas com maior estruturação. Estas propriedades foram exploradas no desenvolvimento e caracterização de sistemas nanoestruturados para administração nasal da zidovudina (AZT).

O AZT possui baixa biodisponibilidade, pois sofre metabolismo pré-sistêmico, e a via nasal é conhecida por promover a absorção direta de fármacos para circulação sangüínea. Porém a via nasal apresenta mecanismos de depuração mucociliar podem remover rapidamente a formulação da cavidade nasal, e para prolongar o tempo de permanência das formulações nesta via, é proposto o desenvolvimento de sistemas mucoadesivos.

A mudança para uma mesofase com propriedades viscoelásticas de um sistema fortemente estruturado pode contribuir para a formação de uma matriz que pode permanecer por mais tempo na cavidade nasal, evitando a rápida depuração mucociliar. Tendo em vista a potencial capacidade mucoadesiva destes sistemas, eles serão otimizados através da incorporação de substâncias mais biocompatíveis, como a fosfatidilcolina, ou que possam contribuir para maior estabilização e empenho das formulações, como co-tensoativos.

A mucoadesão será avaliada por reologia e pela medida da força de mucoadesão. Serão realizados estudos de liberação ex vivo utilizando mucosa anima, adaptada em célula de difusão tipo Franz, e também serão realizados os estudos de liberação in vivo través da administração nasal dos sistemas escolhidos em ratos.

Thiago Gonçalves Souza

Graduado em Ciências Biológicas (Bacharel) pela Escola Superior São Francisco de Assis (2005) e com Especialização em Planejamento e Conservação Ambiental pela mesma instituição (2006) pela mesma instituição. Possui mestrado em Biologia Animal (com ênfase em ecologia e comportamento) pela Unesp (São José do Rio Preto) e doutorado em Biologia Animal (com ênfase em ecologia e comportamento) pela mesma instituição. Atualmente é pesquisador colaborador (Pós-Doutorando) do Departamento de Biologia Animal da Unicamp. Seus principais interesses são: ecologia, ecologia de comunidades, ecofilogenética, metacomunidades, estatística ecológica.

O Prêmio

O resultado foi publicado no Diário Oficial da União de 04 de outubro de 2013, seção 1, páginas 58 a 61, Portaria n° 142, disponível em: http://www.capes.gov.br/images/stories/download/legislacao/portaria-142-de-2102013.pdf

A premiação é constituída pelo Prêmio Capes de Tese e Grande Prêmio Capes de Tese, em parceria com a Fundação Conrado Wessel.

O Prêmio Capes de Tese consiste em: I - passagem aérea e diária para o autor e um dos orientadores da tese premiada para que compareçam à cerimônia de premiação que ocorrerá na sede da Capes, em Brasília; II - certificado de premiação a ser outorgado ao orientador, coorientador (es) e ao programa em que foi defendida a tese; III - certificado de premiação e medalha para autor; IV - auxílio equivalente a uma participação em congresso nacional para o orientador, no valor de R$ 3 mil; V - bolsa para realização de estágio pós-doutoral em instituição nacional de até três anos para o autor da tese, podendo converter um ano em estágio pós-doutoral fora do país em uma instituição de notória excelência na área de conhecimento do premiado.

Grande Prêmio

O resultado do Grande Prêmio Capes de Tese - Edição 2013 será divulgado na cerimônia de entrega dos prêmios. Concorrerão ao Grande Prêmio Capes de Tese os autores vencedores do Prêmio Capes de Tese que apresentarem à Capes uma vídeo-aula com duração de 20 a 30 minutos, em CD ou DVD, destinada a estudantes de ensino médio, abordando, de forma apropriada a tal nível educacional, o tema da tese de doutorado.

O Grande Prêmio Capes de Tese consiste em: I - passagem aérea e diária para o autor e um dos orientadores da tese premiada para que compareçam à cerimônia de premiação que ocorrerá na sede da Capes, em Brasília; II - certificado de premiação a ser outorgado ao orientador, coorientador e ao programa em que foi defendida a tese; III - certificado de premiação e medalha para autor; IV - auxílio equivalente a uma participação em congresso internacional para o orientador, no valor de R$ 6 mil; V - bolsa para realização de estágio pós-doutoral em instituição nacional de até cinco anos para o autor da tese, podendo converter um ano em estágio pós-doutoral fora do país em uma instituição de notória excelência na área de conhecimento do premiado; VI - 15 mil dólares para o premiado, concedidos pela Fundação Conrado Wessel.

Portal Unesp