Notícia

Diário de Marília

Pesquisadores vão testar vacina contra Aids em macacos

Publicado em 06 agosto 2013

Pesquisadores vão testar em macacos uma vacina brasileira contra o vírus HIV, a partir do segundo semestre, informou a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). A previsão é que os experimentos durem 24 meses e o objetivo é encontrar um método de imunização mais eficaz contra a Aids para ser usado em humanos.

O imunizante contido na vacina foi desenvolvido e patenteado por cientistas da Faculdade de Medicina da USP, e batizado de HIVBr18. O projeto teve início em 2001 e foi desenvolvido por três pesquisadores – Edecio Cunha Neto, Jorge Kalil e Simone Fonseca.

O projeto teve início a partir da análise do sistema imunológico de um grupo especial de portadores do HIV, que mantinham o vírus sob controle por mais tempo que o normal e apresentavam demora para adoecer, de acordo com a nota da Agência Fapesp.

A atual etapa do teste pré-clínico, a ser realizada no segundo semestre, vai ser teita em uma colônia de macacos rhesus mantida pelo Instituto Butantã. A vantagem de fazer os testes, de acordo com a Agência Fapesp, é a similaridade entre o sistema imunológico humano e o dos macacos, e o fato de eles serem suscetíveis ao vírus SIV, que deu origem ao HIV.