Notícia

BOL

Pesquisadores vão criar centros de prevenção de transtornos mentais

Publicado em 26 julho 2012

UOL Notícias

São Paulo - Pesquisadores de saúde mental da Unifesp e da USP se reuniram-se para criar um modelo de um centro de prevenção de transtornos mentais voltado aos jovens. A informação é do professor de Psiquiatria Jair de Jesus Mari, da Unifesp, que apresentou ontem o projeto na 64ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em São Luís.

O objetivo do programa é instalar, a princípio, três desses centros. Um na Vila Maria, que seria administrado pela Unifesp e atenderia uma comunidade de 300 mil pessoas; um no Butantã, liderado pela USP, para 400 mil pessoas; e outro em Ribeirão Preto, gerenciado pela USP de lá, para quase 200 mil pessoas.

Para os especialistas, os transtornos mentais são negligenciados pela saúde pública, apesar de serem responsáveis por parcelas consideráveis de incapacitação da população. Como metade dessas doenças têm início na adolescência e levando em conta que os pacientes demoram para buscar ajuda médica, os pesquisadores defendem uma ferramenta de prevenção mais eficaz para essa faixa etária.

"Ainda temos a impressão que o jovem é muito saudável", disse Mari, em sua apresentação. Segundo estudo na revista The Lancet, entre os eventos incapacitantes que atingem os jovens de 10 a 24 anos com mais frequência estão a depressão, a esquizofrenia e o transtorno bipolar.

Entre as atividades previstas estão o incentivo aos esportes e às artes, o combate às drogas e intervenções contra o bullying. O projeto aguarda aprovação da Fapesp. Os pesquisadores solicitam R$ 4 milhões por ano. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE