Notícia

Jornal de Jundiaí online

Pesquisadores identificam mapa genético

Publicado em 14 julho 2009

Pesquisadores das universidades da Utah e da Califórnia em Los Angeles, nos Estados Unidos, conseguiram identificar várias regiões importantes do cromossomo 21 que podem causar sintomas da Síndrome de Down, segundo informações da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Ao estudar portadores de mutações raras no cromossomo 21, os cientistas montaram um mapa que identifica regiões genéticas responsáveis por causar sintomas da síndrome.

Os pesquisadores descrevem oito regiões genéticas envolvidas nos sintomas, quatro das quais são malformações congênitas. O mapa genético mostra ainda que muitas das regiões do cromossomo 21 que se acreditavam criticamente envolvidas nos sintomas da Síndrome de Down são provavelmente desnecessárias para o desenvolvimento desses sintomas. Segundo os autores, o resultado poderá contribuir para o desenvolvimento de novas terapias para ajudar os portadores da síndrome.

A Síndrome de Down afeta em média uma a cada 800 crianças. Trata-se de uma alteração que causa uma série de sintomas clínicos, entre os quais deficiências em capacidades cognitivas e no desenvolvimento físico, problemas congênitos no coração e leucemia. Os resultados da pesquisa de Julie Korenberg e colegas serão publicados na revista "Proceedings of the National Academy of Sciences".