Notícia

O Imparcial (Presidente Prudente, SP)

Pesquisadores do IQ/Unesp lançam livro sobre matéria orgânica de rios

Publicado em 21 setembro 2003

Por Luciana Massi
Professor e ex-aluno do IQ lançarão, no próximo dia 25, o livro "Substâncias húmicas aquáticas: interações com espécies metálicas". Esta será a primeira obra em português a tratar da matéria orgânica que dá coloração escura à água dos rios: as substâncias húmicas. O lançamento acontecerá às 17 horas da próxima quinta-feira, dia 25, na Biblioteca do Instituto de Química da Unesp, no bairro da Quitandinha. Os professores Júlio Cesar Rocha e André Henrique Rosa explicam que "este livro é uma tentativa de suprir a falta de material didático e científico escrito em português sobre substâncias húmicas". Assim, além de contribuir para o avanço das pesquisas que envolvem problemas ambientais, segundo o Prof. Dr. Antônio Mangrich (Departamento de Química/UFPR), o livro escrito em português, e não simplesmente traduzido, "pode fazer despertar nos jovens o interesse por esta área da ciência, uma vez que passa a ser trabalho de pessoas próximas, que eles conhecem, que falam a língua deles, e não só trabalho de seres estranhos e pouco reais para eles". As substâncias húmicas são tão importantes que até mesmo a origem da palavra Química (do grego chemia que significa escuro, negro) pode ter surgido da propriedade peculiar da matéria orgânica de águas e solos do Vale do Nilo que apresentavam cor escura, ao contrário do vermelho do deserto. Estas substâncias participam de fenômenos de acúmulo, transporte e biodisponibilidade de espécies químicas nos sistemas aquáticos. Além disso elas influem na toxicidade de alguns metais (mercúrio, por exemplo) e quando presentes em altas concentrações durante o processo de tratamento de água podem reagir com o cloro, produzindo compostos que possuem características cancerígenas. A obra destina-se a estudantis de graduação e pós-graduação e a pesquisadores que estudam substâncias húmicas, principalmente a interação entre elas e os metais pesados. O livro aborda todos os aspectos-chave os quais envolvem a química das substâncias húmicas e traz vantagens e desvantagens de cada método ou técnica apresentada e avaliada. O enfoque na interação das substâncias húmicas com espécies metálicas é outro diferencial do livro em relação às demais obras sobre o assunto. O livro é resultado do trabalho de 12 anos de pesquisa do grupo desenvolvida no IQ e intercâmbio acadêmico com o Dr. Peter Burba (pesquisador sênior de um dos mais importantes centros de pesquisa da Alemanha - ISAS). Ele traz dados oriundos de experimentos feitos no Brasil com amostras coletadas em vários mananciais no território nacional. Duas destas pesquisas já foram premiadas em Tolouse/ França (2000) e Boston/EUA (2002), pedidos de patentes também foram encaminhados. Todas as pesquisas do grupo foram financiadas pela FAPESP e CNPq. Um dos projetos, que analisa as águas do Rio Negro/Amazonas (foto da capa do livro), recebeu mais de 400 mil reais. Os autores esperam que este livro "auxilie pesquisadores e desperte o interesse de jovens ingressantes na carreira acadêmica para as ciências ambientais, principalmente a interpretação de fenômenos relacionados com espécies metálicas em sistemas aquáticos".