Notícia

Assessoria Um

Pesquisadores desenvolvem plástico filme contra fungos

Publicado em 10 novembro 2014

O Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF), em parceria com a NANOX Tecnologia e a ALPES Indústria e Comércio de Plásticos, lançou neste mês o AlpFilm Protect, primeiro filme de PVC transparente que elimina continuamente a proliferação de fungos e bactérias nos alimentos que são embalados com o plástico.

A pesquisa para obtenção do novo produto durou cerca de um ano e foi realizada pelo CDMF em conjunto com a NANOX Tecnologia, spin-off que surgiu através da interação entre os professores do Centro e ex-alunos da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). O AlpFilm Protect chegará às prateleiras dos principais supermercados do Brasil até o fim de novembro. A distribuição começou no início do mês.

Mesmo tomando os devidos cuidados de higiene para manuseio dos alimentos, o simples ato de colocá-lo em cima de uma pia ou dentro da geladeira já é suficiente para sua contaminação, uma vez que os filmes de PVC são permeáveis, ou seja, permitem a entrada de oxigênio e troca de gases para que os alimentos permaneçam conservados enquanto embalados.

O diretor da NANOX, Luiz Gustavo Pagotto Simões, explica que o filme de PVC tem em sua composição silicato de prata, material que possui propriedade bactericida e fungicida. Como primeiro passo da pesquisa, foi feita a caracterização do composto. “Desenvolvemos nos laboratórios do CDMF o material básico e depois pensamos em suas aplicações”, disse.

Após o desenvolvimento do silicato de prata no laboratório, o composto foi introduzido no plástico de PVC. A propriedade bactericida presente no composto elimina grande parte dos micro-organismos que podem estar no alimento embalado pelo filme.

Além das especificações exigidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Simões explica que é necessário seguir uma legislação internacional de segurança para garantir que não exista a migração dos aditivos do plástico para o alimento que será consumido. “O AlpFilm Protect cumpre todos os padrões exigidos pela Anvisa e pelas agências de legislação internacionais”, afirmou.

O diretor do CDMF, professor Elson Longo, comenta a importância da parceria entre o desenvolvimento em pesquisa na universidade com a inovação em escala industrial das empresas. “O desenvolvimento desse trabalho teve o tripé universidade – indústria que é fundamental para gerar inovação tecnológica. Sem essa parceria não há inovação”, disse.

Longo também explica que o novo produto pode ajudar a reduzir as infecções causadas por bactérias, sem trazer risco ao consumidor. “O mais importante desse novo produto é a segurança alimentar, que garante a conservação do alimento e a economia ao consumidor”.

Sobre o CDMF

O CDMF é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) apoiados pela FAPESP. O Centro também recebe investimento do CNPq, a partir do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Materiais em Nanotecnologia (INCTMN), integrando uma rede de pesquisa entre Universidade Estadual Paulista (UNESP), Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Universidade de São Paulo (USP) e Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN).

(Da Assessoria).