Notícia

Celulose Online

Pesquisadores da USP lançam livro sobre engenharia e gestão ambiental

Publicado em 03 novembro 2012

Um livro lançado por pesquisadores da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo - que formou sua primeira turma do curso de graduação em engenharia ambiental em 2007 - pretende suprir a falta de publicações na área, voltadas para estudantes universitários, principalmente em Português. Os cursos de graduação em engenharia ambiental são relativamente novos no Brasil – o mais antigo, criado pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), completa 21 anos em 2012. Intitulada Engenharia ambiental – conceitos, tecnologia e gestão, a publicação foi organizada por Maria do Carmo Calijuri e Davi Gasparini Fernandes, ambos da EESC. Calijuri coordena atualmente um Projeto Temático apoiado pela Fapesp. Fernandes realiza doutorado direto, com Bolsa da Fapesp, no âmbito do projeto coordenado por Calijuri.

O livro é composto por 30 capítulos, escritos por 52 especialistas das áreas de Engenharia (ambiental, civil, mecânica, agronômica, de produção, química, de recursos hídricos, sanitária e florestal), Ciências Biológicas, Oceanografia, Ecologia, Administração, Matemática, Arquitetura e Urbanismo, Física, Geologia, Meteorologia, Geografia e Medicina. Os capítulos são distribuídos em cinco eixos temáticos, correspondentes aos cinco anos de duração do curso de graduação em engenharia ambiental oferecido pela EESC da USP.

O primeiro eixo  chamado " Fundamentos"   apresenta os conceitos básicos de Engenharia, Biologia, Ecologia, Química e Física, entre outras áreas, que embasam a Engenharia Ambiental. O segundo eixo, denominado " Ecossistemas aquáticos e terrestres"  descreve os ecossistemas onde o engenheiro ambiental irá atuar, como rios, mares, oceanos, florestas e aquíferos, entre outros.

O terceiro eixo, intitulado " Impactos ambientais" , trata dos problemas com os quais o engenheiro ambiental irá deparar. Já o quarto eixo sobre "Ações mitigadoras de impactos ambientais" , destaca as ferramentas de que o profissional pode dispor para solucionar os impactos ambientais, como o tratamento de efluentes e recuperação de áreas degradadas.

Por fim, o quinto e último eixo, nomeado "Gestão ambiental" , aborda os aspectos legais sobre o meio ambiente, como o novo Código Florestal brasileiro. "Os cinco eixos do livro seguem uma linha lógica de aprendizado do estudante de graduação em engenharia ambiental" , disse Fernandes. 

Fonte: USP/Adaptado por CeluloseOnline