Notícia

G1

Pesquisadores da Federal de São Carlos estimam resultado da Copa

Publicado em 23 junho 2010

Chance de Sérvia bater a Alemanha era de apenas 9,6%, indica ferramenta. Seleção vencedora já mudou de Espanha para Alemanha, e depois Brasil.

Um modelo matemático que usa como parâmetros a opinião de especialistas sobre os placares da primeira fase, o ranking da Fifa e os resultados reais ao longo da Copa, já indicou que a seleção vitoriosa seria a Espanha, depois mudou para Alemanha e em seguida, Brasil.

A alteração constante ocorre justamente porque a ferramenta, elaborada no Centro de Estudos do Risco do Departamento de Estatística da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), tem um "caráter dinâmico". A comparação dos placares com as previsões também mostra que os resultados improváveis já são abundantes nessa Copa. Entram na lista, segundo os estatísticos, o empate entre Portugal e Costa do Marfim, que tinha 15,9% de chances de ocorrer, e a vitória da Sérvia sobre a Alemanha, com apenas 9,6% de probabilidade. 

Com informações da Agência FAPESP