Notícia

Universia Brasil

Pesquisadora da Unifran contemplada com auxílio de pesquisa da Fapesp

Publicado em 23 outubro 2008

A docente e pesquisadora da Unifran Denise Crispim Tavares, responsável pelo Laboratório de Mutagênese, foi contemplada com Auxílio à pesquisa da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) para dar continuidade nos estudos relacionados aos efeitos do alecrim-do-campo (Baccharis dracunculifolia), principal origem botânica da própolis verde, sobre o material genético.

O projeto, aprovado em maio último, intitula-se "Estudo da Atividade Mutagênica e/ou Antimutagênica da Baccharis dracunculifolia e do Artepelin C em Células de Mamíferos", e tem por objetivo avaliar como o extrato do alecrim-do-campo e seu principal composto químico atuam sobre o DNA. A indução de mutações está relacionada com o desenvolvimento de doenças degenerativas, incluindo o câncer. Por outro lado, alguns extratos vegetais bem como substâncias isoladas, têm mostrado efeito protetor, impedindo assim o aparecimento de mutações induzidas por agentes mutagênicos presentes na dieta e no meio ambiente. "Dependendo das condições em que se expõe às plantas medicinais, estas podem causar mutações ou podem ser quimipreventivas", explica a pesquisadora.

Além do alecrim-do-campo, Denise e sua equipe trabalham com outros extratos de plantas medicinais, substâncias naturais isoladas e semi-sintéticas, avaliando o potencial mutagênico e/ou antimutagênico/anticarcinogênico.

Fonte: Unifran