Notícia

EPTV

Pesquisador da USP cria sensor que alerta sobre possibilidade de enchentes

Publicado em 30 junho 2010

Um aparelho capaz de alertar autoridades sobre a possibilidade de enchentes acaba de ser desenvolvido por um professor do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da Universidade de São Paulo (USP) em São Carlos.

A novidade já está disponível para qualquer prefeitura e pode se transformar em uma ferramenta de auxílio aos órgãos de Defesa Civil, Gerenciamento de Tráfego, Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros.

O equipamento avisa em que velocidade as águas estão subindo. “O primeiro objetivo é diminuir as perdas de vida e o segundo as perdas materiais. Outra coisa é evitar que os carros trafeguem em vias que estão na eminência de enchentes”, disse o pesquisador da USP, Jô Ueyama.

Os pesquisadores apontam o preço e a economia de energia como as principais vantagens do aparelho. O protótipo custou R$ 250.  Um sensor, que está ligado a um pequeno computador, é colocado no rio. A bateria é alimentada por energia solar.

O detector deve ser colocado em uma árvore ou poste. Ele tem um sistema antifurto e qualquer movimento brusco é denunciado via rádio para uma estação base. “Se tiver uma eminência de enchente, a estação base envia um alerta através de SMS para celulares cadastrados na base de dados”, completou o pesquisador.

O detector foi desenvolvido para funcionar em qualquer rio. O que pode variar é a extensão dos cabos ou algum ajuste pra aumentar a resistência dos sensores, caso as águas sejam muito poluídas.

Em setembro deste ano, dez aparelhos serão colocados entre a ponte Casa Verde e a ponte das Bandeiras, na marginal Tietê, em São Paulo. A cada 300 metros, haverá um detector.

O teste serve para comprovar a eficácia do aparelho em condições tão críticas. “O produto é um software livre e qualquer pessoa pode baixar no site e replicar a tecnologia”, disse Ueyama.