Notícia

O Regional (Santo Antônio de Posse, SP) online

Pesquisador da Unicamp representará América Latina em Congresso nos EUA

Publicado em 02 julho 2018

Enquanto o cotidiano avança, cientistas trabalham para encontrar soluções para a vida moderna. É o caso do pesquisador José Matheus C. Bonatto, que na próxima semana junta-se ao time de 60 pesquisadores de diferentes nacionalidades.

Essa não é uma conquista qualquer, Bonatto é o único latino americano no seleto grupo. A conferência é realizada anualmente por uma organização americana sem fins lucrativos atuante desde 1930 e tem como missão construir avanços nas ciências selecionando os melhores candidatos ao redor do mundo. A conferência é privada e tem custos para participação, no entanto, Matheus foi agraciado por mérito de curriculum e ganhou uma bolsa para isenção total dos custos (viagem, inscrição, hospedagem e alimentação).

A Gordon Research Conference sobre Biocatálise, área da química orgânica que utiliza microrganismos para realizar uma reação química seletiva, acontece a partir de 5 de Julho na University of New England (Biddeford, ME, US).

Segundo Bonatto, Biocatálise é a utilização de enzimas e microrganismos para realizar uma reação química. “É de suma importância pois enzimas e microrganismos realizam reações químicas específicas, de uma forma branda, ou seja, sem solventes e ácidos fortes ou altas temperaturas, de forma mais sustentável e verde”, esclarece. “O meu projeto de pesquisa é sobre identificação e aplicação de enzimas de microrganismos brasileiros na química verde, e sua possível aplicação na síntese de fármacos de forma mais rápida, barata e sustentável”, complementa.

Trajetória

Bonatto é jovem (33 anos) e desde sua graduação em Ciências Biológicas pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (2007, ESALQ – USP) dedica-se à pesquisa. Também é Mestre em Ciências (Genética e Melhoramento de Plantas) pela mesma Instituição (2010) e Doutor em Bioquímica e Biologia Molecular pelo Instituto de Química da USP (2014). Atualmente é Pesquisador de Pós-Doutorado pelo Instituto de Química da Unicamp em um projeto de parceria público-privada do Centro de Excelência de Pesquisa em Química Sustentável com membros de cinco diferentes universidades públicas (UFSCar, Unicamp, USP-Ribeirão Preto, Unesp e UFSC) e a empresa química inglesa GlaxoSmithKline (GSK), com o apoio da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).