Notícia

ABIPTI - Associação Brasileira das Instituições de Pesquisa Tecnológica e Inovação

Pesquisador brasileiro vence o prêmio da Associação Internacional para o Estudo da Dor

Publicado em 16 janeiro 2020

Thiago Mattar Cunha, pesquisador da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP) associado ao Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias (CRID), foi o vencedor do 2020 Patrick D. Wall Young Investigator Award for Basic Science, oferecido pela Associação Internacional para o Estudo da Dor (IASP, da sigla em inglês).

O CRID é um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) financiado pela FAPESP e sediado na FMRP-USP.

Entregue de dois em dois anos desde 1985, o prêmio é destinado a cientistas de até 40 anos que alcançaram alto nível de excelência e liderança em pesquisas sobre dor. A premiação será entregue em agosto de 2020, durante o IASP 2020 World Congress on Pain, em Amsterdã.

“Receber esse prêmio é uma honra e uma responsabilidade muito grande. Eu acompanho o trabalho dos vencedores das edições anteriores desde meus tempos de iniciação científica. Essas pessoas se tornaram referência na pesquisa sobre dor”, disse Mattar Cunha à Agência FAPESP.

Mattar Cunha é o primeiro brasileiro a receber o prêmio Patrick D. Wall Young Investigator Award for Basic Science. O reconhecimento se deu por estudos que contribuíram para o entendimento dos papéis desenvolvidos pelas células imunológicas nos mecanismos periféricos da dor neuropática.

A IASP tem sede em Washington (EUA) e tem por objetivo apoiar pesquisa, ensino, tratamento clínico e melhores resultados para o alívio da dor em todo o mundo. Com mais de 7 mil membros representando 125 países, a IASP promove o intercâmbio de ideias e educação para avançar no campo da ciência da dor.

Fonte: Fapesp