Notícia

Estadão.com

Pesquisa verifica se gene influi na má-formação

Publicado em 20 março 2016

Enquanto vários grupos sequenciam o genoma do vírus para compreender diversos aspectos do zika, a geneticista Mayana Zatz, diretora do Centro de Pesquisas do Genoma Humano, da USP, tem uma proposta para estudar os genomas das crianças atingidas pela microcefalia ligada ao vírus. “Queremos sequenciar os genomas de cem bebês que nasceram com microcefalia e de cem bebês saudáveis que nasceram na mesma época e região. O objetivo é entender se essas crianças têm características genéticas que as tornam mais suscetíveis a essas [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.