Notícia

Jornal Primeira Página

Pesquisa paulista

Publicado em 12 junho 2019

A empresa brain4care, de São Carlos, criou e colocou no mercado um sensor para medir a pressão intracraniana de forma não invasiva, sem necessidade de furar o crânio e inserir um sensor no interior do cérebro, segundo a última edição da revista Pesquisa, da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo). O aparelho é usado para monitorar a pressão intracraniana em pacientes que apresentam hidrocefalia ou sofreram traumatismo craniano, acidente vascular cerebral (AVC), entre outras patologias. Além disso, as universidades Estadual Paulista (Unesp) e Federal de Minas Gerais (UFMG) testaram com sucesso o transplante de microbiota fecal para tratar infecções causadas pela bactéria Clostridium difficile, que nem sempre desaparece com o uso de antibióticos.

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
O Imparcial (Presidente Prudente, SP) online Jornal da Cidade - Bauru