Notícia

AméricaEconomia online

Pesquisa para combustível verde

Publicado em 11 abril 2012

Depois de fazer experiências na adaptação de motores de aviões para a utilização de bicombustíveis, o Brasil se prepara para pesquisar uma fonte sustentável para abastecer as aeronaves. No inicio de março, foi assinado um acordo entre a Fapesp (Fundação de Amparo ä Pesquisa de São Paulo), a Embraer e a Boeing para criar um centro dedicado ao desenvolvimento de um bicombustível que substituía o querosene de aviação. O projeto é encabeçado por Luís Augusto Barbosa Cortez, coordenador-adjunto de Programa Especiais da Fapesp, e Francisco Emilio Baccaro Nigro, pesquisador do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas). “Será realizada uma série de oito workshops, do final de abril até dezembro, nos quais discutiremos com integrantes da cadeia produtiva dos bicombustíveis as tecnologias mais adequadas. A partir daí, poderemos estabelecer  a melhor alternativa, do ponto de vista da sustentabilidade e dos custos”, afirma Cortez. A Embraer comercializa há oito anos o Ipanema, modelo voltado ä agricultura movido a etanol. A Boeing já tem algumas aeronaves que utilizam o bicombustível.