Notícia

DCI

PESQUISA: Jatobá pode virar uma arma contra a poluição

Publicado em 04 outubro 2002

Um grupo de especialistas em fisiologia vegetal do Instituto de Botânica de São Paulo realizou várias pesquisas com o jatobá e concluiu que a árvore pode vir a ser um bom candidato a livrar o mundo da grande quantidade de gás carbônico (CO2). O jatobá é extremamente adaptado aos ecossistemas brasileiros e presente em praticamente todas as latitudes do território nacional. O grupo de pesquisadores realizou uma série de experimentos com mudas de uma espécie de jatobá, a Hymenaea courbaril, cujo o crescimento demonstra se acelerar nos ambientes considerados ricos em gás carbônico. Em linhas gerais, os estudos indicam que, quando cultivadas por três meses num local com 720 ppm (partes por milhão) de CO2 no ar, o dobro da atual concentração atmosférica, as mudas de Hymenaea courbaril duplicam a absorção de gás carbônico e a produção de açúcares (carboidratos) e aumentam em até 50% a sua biomassa, de acordo com o estudo. Esse efeito ocorre sobretudo na área foliar e nas raízes. Com essa idade, as plantinhas ainda não produzem caule (madeira).