Notícia

O Globo online

Pesquisa inédita identifica 947 milhões de toneladas de carbono perdidas no desmatamento da Amazônia

Publicado em 30 setembro 2020

Por Renato Grandelle
RIO — Um dos mais conhecidos retratos da emissão de poluentes do Brasil é ainda mais grave do que se pensava. Em estudo publicado esta quarta-feira na revista “Science Advances”, uma equipe internacional de pesquisadores mostrou que a Amazônia liberou 3,57 bilhões de toneladas de carbono entre 2000 a 2015, uma quantia 37% maior do que a conhecida até agora (2,6 bilhões). O levantamento detectou, pela primeira vez, as perdas de carbono das bordas da floresta, que somam 946 [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.