Notícia

Agência C&T (MCTI)

Pesquisa identifica regiões do genoma que controlam qualidades do frango

Publicado em 20 maio 2008

Uma pesquisa feita na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP), em Piracicaba, no interior de São Paulo, identificou duas novas regiões no genoma que podem controlar características dos frangos. O estudo foi apresentado no programa de Pós-graduação em Genética e Melhoramento.

Segundo o pesquisador Millor Fernandes do Rosário, a obtenção do resultado foi possível a partir de uma nova metodologia. Foram investigados DNAs de 360 frangos fornecidos pela Embrapa por meio de marcadores moleculares. Com o novo método foi possível mapear 50% a mais dos chamados QTL (Quantitative Trait Loci, na sigla em inglês).

As duas novas regiões (QTL) identificadas estão associadas ao ganho de peso e ao consumo de ração, que respondem por boa parte do custo de produção. Os resultados obtidos de forma experimental precisam agora ser validados em escala comercial.

De acordo com Millor Fernandes do Rosário, se o consumo diário de ração for reduzido em apenas um grama, os custos já podem cair de forma significativa. E como boa parte da ração é de soja e milho, poderia ser gerado também um excedente desses produtos.

Outra contribuição do estudo foi identificar a correlação entre diferentes características e como se dá esse relacionamento, o que pode colaborar com experiências de melhoramento genético.

fonte: Agência Fapesp