Notícia

Envolverde

Pesquisa FAPESP ganha prêmio de reportagem

Publicado em 08 setembro 2010

Agência FAPESP - A revista Pesquisa FAPESP foi a grande vencedora na 10ª edição do Prêmio de Reportagem sobre a Biodiversidade da Mata Atlântica. Com duas reportagens, a editora-assistente Maria Guimarães ganhou o primeiro e o segundo lugares na categoria jornalismo impresso.

A primeira colocação ficou com a reportagem Jardineiras fiéis, publicada em julho de 2009, que descreve a pesquisa de Paulo Sérgio Oliveira, professor do Departamento de Zoologia do Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas, sobre como as formigas ajudam a semear florestas.

O segundo lugar foi para o texto O futuro da natureza e da agricultura, de outubro de 2009, que aborda os resultados de vários estudos para mostrar como os modelos matemáticos estimam o que pode ocorrer com as plantas e os animais em razão das mudanças climáticas previstas para as próximas décadas.

Ganhar os dois prêmios é muito gratificante não apenas pelo reconhecimento, mas também porque eles aumentam a visibilidade dos assuntos de que tratamos nas reportagens da revista , disse Maria, bióloga de formação e jornalista há quatro anos.

Pelo primeiro lugar, a editora-assistente ganhou uma viagem para participar da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas COP16 , que será realizada em novembro, no México. Pelo segundo, recebeu R$ 5 mil. Nesta edição, 62 reportagens concorreram ao prêmio ambiental na categoria impressa.

Nas dez edições do Prêmio de Reportagem sobre a Biodiversidade da Mata Atlântica, parceria das organizações não-governamentais Conservação Internacional do Brasil e SOS Mata Atlântica, jornalistas de Pesquisa FAPESP já ganharam oito prêmios e cinco menções honrosas.

Mais informações: http://www.premioreportagem.org.br