Notícia

USP São Carlos

Pesquisa do CeMEAI irá auxiliar censo com moradores de rua de Franca

Publicado em 15 outubro 2020

Por Assessoria de Comunicação

Modelo aplicado em São Carlos servirá como referência para grupo de extensão da Unesp

Uma pesquisa desenvolvida em parceria entre a prefeitura de São Carlos e Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) chamou a atenção do grupo de extensão Núcleo de Cidadania Ativa, da Unesp de Franca, que atua na concretização dos direitos para a população em situação de rua.

Os alunos orientados pelo professor Murilo Gaspardo entraram em contato com os pesquisadores do CeMEAI e já realizaram reuniões para troca de experiências com base no trabalho que, em São Carlos, está desenvolvendo ferramentas computacionais para auxiliar em políticas públicas voltadas para essa população.

Brenda Schiezaro Guimaro é aluna de Direito na Unesp de Franca, faz parte do grupo de extensão e conta que fez o primeiro contato com a ONG Projeto se Mudando – que atua com os moradores em situação de rua em São Carlos. “Conversando com eles sobre nossa intenção de realizar um censo sobre a população em situação de rua de Franca, eles nos contaram do projeto que estava sendo desenvolvido com coordenação do professor Alexandre Delbem e começamos a conversar”, disse.

“A primeira reunião já foi muito produtiva, nos ajudou muito, pois estávamos com dúvidas principalmente no quesito de metodologia do censo. Eles nos explicaram de forma detalhada a maneira como desenvolveram os questionários, bem como a maneira de processamento dos dados, o que auxiliou a dar um norte para nosso trabalho. Além disso, eles nos deram dicas referentes à quantidade de perguntas, pois pretendíamos realizar muitas delas e eles já haviam reparado que tal método não funcionava”.

Francisco Louzada Neto está coordenando as análises e soluções do ponto de vista da Estatística e comentou sobre a importância da qualidade do questionário. “Estamos desenvolvendo os indicadores que irão nos apontar, por exemplo, qual é o nível de aproximação desse morador com os serviços que são oferecidos pela prefeitura, olhando para a estrutura toda. Conseguimos saber qual a porcentagem de utilização desses serviços de uma forma holística, lembrando que essa análise será automática.”

“É importante enfatizar a importância das questões e ter pessoas capacitadas para aplicar o questionário, uma vez que há questões sensíveis como uso de drogas ou bebidas que eles podem não querer contar. A realidade e qualidade das respostas é de extrema importância nos resultados”, observa.

“A pesquisa demonstrou até aqui que as informações vão mudando ao longo do tempo, menos dados com mais qualidade, podem ser mais interessantes do que muitos dados sem qualidade”, observou Cristiano Jose dos Santos, aluno de doutorado de Alexandre Delbem e que participou de todo processo, inclusive da aplicação do questionário em campo.

Delbem também comentou sobre a importância de trabalhar junto com todas as equipes em todo cronograma. “É importante destacar que a metodologia baseou-se no conhecimento prévio de todas as formas já existentes de interação da sociedade com os moradores em situação de rua de São Carlos e isso possibilitou um amplo acesso a eles, o que deve beneficiar as análises.”.

Dessa forma, a tecnologia do CeMEAI é transferida para auxiliar no mesmo problema em outros municípios. O censo na cidade de Franca está sendo desenvolvido pelo Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas de Franca (COMAD), FATEC Franca, em parceria com a Secretaria de Ação Social (SEDAS), Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop), Abrigo Provisório, Casa de Passagem e a Equipe do Consultório na Rua (eCR).

Túlio Boso Fernandes dos Santos está no grupo de extensão. É presidente do Conselho Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas de Franca (COMAD) e mestrando da Unesp. “Esta experiência de São Carlos vai nos ajudar a conhecer melhor o projeto e replicar em nossa cidade”. Contato com o grupo de extensão podem ser feitos pelo e-mail nucleocidadaniaativa@gmail.com.

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em três áreas básicas: Ciência de Dados, Mecânica de Fluidos Computacional e Otimização e Pesquisa Operacional.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar / IMECC-UNICAMP / IBILCE-UNESP / FCT-UNESP / IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

Mais informações:

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: contatocemeai@icmc.usp.br

Por Raquel Vieira – Comunicação CeMEAI

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
São Carlos Agora