Notícia

Views

Pesquisa critica PF brasileiro e causa revolta dos brasileiros

Publicado em 11 janeiro 2019

Por Willians Fernandes

Um estudo, coordenado pela Universidade Tufts (EUA) com o apoio da Fapesp, apontou que o valor calórico de um tradicional Prato Feito brasileiro chega a ser 33% maior do que de um lanche de fast food. Segundo os dados apurados, fast foods ofereciam refeições com 809 calorias, em média, enquanto a média do PF chega a mais de 1300 calorias.

Para fazer o estudo, os pesquisadores visitaram restaurantes em Ribeirão Preto e compraram os dois pratos mais vendidos em cada local. Todos eles eram formados pelo clássico arroz com feijão, carne e salada, com acompanhamentos diversos. Também compraram lanches e salgados fast food. Em seguida, a comida foi levada para o laboratório para análise da quantidade calórica.

No entanto, isso não significa que o fast food seja mais saudável, já que não foram avaliados nutrientes, apenas valor calórico.

Além do Brasil, a pesquisa foi realizada em Gana, China, Índia, Finlândia e Estados Unidos. Os resultados foram parecidos para todos os países exceto a China onde foi encontrada uma maior variedade de refeições com menor valor calórico.

Ponto de vista do brasileiro

Segundo a pesquisa um prato ideal é 3 a 4 colheres de sopa para arroz, uma colher de sopa de feijão, uma carne do tamanho da palma da mão magra (tirando a camada de gordura aparente), uma porção de legumes refogados e salada verde à vontade. Outra sugestão é comer apenas um tipo de carboidrato e se você está comendo arroz, não pegue macarrão ou salada de batata.

Entretanto, esse "prato ideal" para os pesquisadores não teve o efeito esperado na população, pelo menos, aqui no Brasil. O estudo foi duramente criticado, um internauta chegou a dizer que a pesquisa quer que os brasileiros comam feito ricos que pagam uma fortuna numa refeição pra vir um pingo de comida.