Notícia

Portal Exame

Pesquisa avança sobre nova terapia contra anemia congênita

Publicado em 07 maio 2013

Por Karina Toledo, da Agência FAPESP
São Paulo - Com auxílio da técnica de reprogramação celular premiada com o Nobel de Medicina em 2012, cientistas brasileiros e americanos conseguiram transformar células da pele de portadores de uma mutação genética causadora de anemia aplástica em células-tronco pluripotentes, semelhantes às embrionárias. Também conhecida como aplasia de medula, essa doença potencialmente fatal é caracterizada pela produção insuficiente de glóbulos brancos, vermelhos e plaquetas. O resultado são infecções frequentes, sangramentos e [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.