Notícia

Portal Exame

Pesquisa associa mama densa na pós-menopausa a mutação

Publicado em 24 março 2014

Por Karina Toledo, da Agência FAPESP
São Paulo - À medida que as mulheres envelhecem, o tecido glandular das mamas mais firme vai ao poucos sendo substituído por gordura. Na linguagem médica, a mama deixa de ter uma alta densidade mamográfica e se torna lipossubstituída. Em alguns casos, no entanto, as mamas permanecem densas mesmo após a menopausa. Mas o que pode parecer uma vantagem estética é um fator que, de acordo com a literatura científica, pode elevar entre quatro e seis vezes o risco de câncer de mama. Um estudo realizado recentemente com 463 pacientes do [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.